SEGURANÇA PÚBLICA - CONCEITO E OBJETIVO

No Sistema de Justiça Criminal, cada poder tem funções que interagem, complementam e dão continuidade ao esforço do outro na preservação da ordem pública e da incolumidade das pessoas e do patrimônio. A eficácia do sistema depende da harmonia e comprometimento dos Poderes de Estado em garantir a paz social. O Sistema de Justiça Criminal envolve leis claras e objetivas, prevenção de delitos, contenção, investigação, perícia, denuncia, defesa, processo legal, julgamento, sentença e a execução penal com objetivos e prioridades de reeducação, reintegração social e ressocialização do autor de ilicitudes. A finalidade do Sistema é garantir o direito da população à Justiça e à Segurança Pública, a celeridade dos processos e a supremacia do interesse público em que a justiça, a vida, a saúde, o patrimônio e o bem-estar das pessoas e comunidades são prioridades.

terça-feira, 25 de março de 2014

REFÉM NO NOROESTE

ZERO HORA 25 de março de 2014 | N° 17743



Jovem sequestrado no domingo é libertado




Depois de passar horas amarrado e vendado em um matagal, o adolescente de 15 anos sequestrado no final da tarde de domingo em Campina das Missões, no noroeste do Estado, foi libertado pelos sequestradores. Ele foi encontrado no interior de São Paulo das Missões por volta das 22h de ontem, após ser abandonado na estrada que liga o município à Linha Juventus (ERS-307).

Ojovem foi sequestrado na comunidade de Amadeu Níquel Sul, no interior de Campina das Missões. Três homens armados e encapuzados invadiram a propriedade da família do jovem, levaram armas e celulares e fugiram em um Ágile preto. O carro foi encontrado queimado no início da tarde de ontem, na linha Nova Centro, entre os municípios de Porto Lucena e Porto Xavier, a cerca de 40 quilômetros do local do crime.

Conforme a Brigada Militar (BM) de São Luiz Gonzaga, o adolescente relatou que, após o sequestro, os bandidos o deixaram em um matagal com as mãos amarradas e com uma venda nos olhos. Ele permaneceu no local até a noite de ontem, quando os sequestradores voltaram à região.

Os homens disseram ao garoto que a BM estava cercando o local e que iriam libertá-lo. Eles levaram o jovem em uma motocicleta até o interior de São Paulo das Missões, a cerca de 10 quilômetros distante da cidade onde foi sequestrado.

Abandonado na ERS-307, o jovem teve de caminhar até a casa mais próxima, onde pediu ajuda. Ele contou à polícia que, por permanecer o tempo todo vendado, não terá como reconhecer os sequestradores. Muito nervoso, foi levado para a delegacia de Campina das Missões, onde deveria ser ouvido pela Polícia Civil. O adolescente é filho de produtores rurais que investem na produção leiteira. A família relatou nunca ter sofrido ameaças antes do sequestro.
Postar um comentário