SEGURANÇA PÚBLICA - CONCEITO E OBJETIVO

No Sistema de Justiça Criminal, cada poder tem funções que interagem, complementam e dão continuidade ao esforço do outro na preservação da ordem pública e da incolumidade das pessoas e do patrimônio. A eficácia do sistema depende da harmonia e comprometimento dos Poderes de Estado em garantir a paz social. O Sistema de Justiça Criminal envolve leis claras e objetivas, prevenção de delitos, contenção, investigação, perícia, denuncia, defesa, processo legal, julgamento, sentença e a execução penal com objetivos e prioridades de reeducação, reintegração social e ressocialização do autor de ilicitudes. A finalidade do Sistema é garantir o direito da população à Justiça e à Segurança Pública, a celeridade dos processos e a supremacia do interesse público em que a justiça, a vida, a saúde, o patrimônio e o bem-estar das pessoas e comunidades são prioridades.

terça-feira, 4 de março de 2014

SERRA DO RS REGISTRA TRÊS ATAQUES A BANCO EM MENOS DE 24 HORAS

Do G1 RS 04/03/2014 08h21

Criminosos voltaram a tentar arrombar caixa eletrônico de agência. União da Serra, Farroupilha e Caxias do Sul tiveram ações do gênero.



Na segunda, trio tentou arrombar cofre em União da
Serra (Foto: Reprodução/Câmera de segurança Sicredi)

Alvo de uma onda de ataques criminosos a agências bancárias, a Região da Serra do Rio Grande do Sul voltou a registrar uma tentativa de arrombamento de caixa eletrônico. Desta vez foi em Caxias do Sul, onde criminosos danificaram, durante a madrugada desta terça-feira (4), um terminal do Banco do Brasil no bairro Ana Rech, mas fugiram sem levar dinheiro, de acordo com a Brigada Militar (BM).

Ações do gênero já haviam sido registradas em União da Serra e Farroupilha durante a madrugada de segunda (3). No ataque mais recente, a polícia acredita que o grupo usou rádios da BM para monitorar a movimentação de PMs.

Eles chegaram a abrir parcialmente um caixa eletrônico e abandoraram equipamentos usados em arrombamentos. No local, foram apreendidos dois cilindros de oxigênio que podem ser utilizados em maçaricos, duas barras de ferro, uma bateria e uma lona preta.

A BM ainda desconhece como os criminosos fugiram do local. Segundo a corporação, laudos da perícia podem indicar a atuação do mesmo grupo nos três crimes.


Ações em União da Serra e Farroupilha


No ataque ocorrido em União da Serra, três homens arrombaram, uma agência do banco Sicredi do município. Eles ainda atiraram contra um carro que passava pelo local, o que acabou chamando atenção dos moradores e fazendo com que o trio desistisse de continuar o ataque.

O Grupo de Ações Táticas Especiais da Brigada Militar (Gate) foi acionado para desarmar um artefato que foi deixado em torno do cofre da cooperativa. Ninguém ficou ferido.

Em Farroupilha, a ação também foi frustrada. Ao visualizarem um carro preto próximo a uma agência bancária, policiais militares se aproximaram, e os tripulantes do veículo fugiram. Na agência, a BM constatou que a porta estava aberta, os sensores das câmeras haviam sido pintados de preto. Além disso, a parte traseira dos caixas eletrônicos estava danificada.
Postar um comentário