SEGURANÇA PÚBLICA - CONCEITO E OBJETIVO

No Sistema de Justiça Criminal, cada poder tem funções que interagem, complementam e dão continuidade ao esforço do outro na preservação da ordem pública e da incolumidade das pessoas e do patrimônio. A eficácia do sistema depende da harmonia e comprometimento dos Poderes de Estado em garantir a paz social. O Sistema de Justiça Criminal envolve leis claras e objetivas, prevenção de delitos, contenção, investigação, perícia, denuncia, defesa, processo legal, julgamento, sentença e a execução penal com objetivos e prioridades de reeducação, reintegração social e ressocialização do autor de ilicitudes. A finalidade do Sistema é garantir o direito da população à Justiça e à Segurança Pública, a celeridade dos processos e a supremacia do interesse público em que a justiça, a vida, a saúde, o patrimônio e o bem-estar das pessoas e comunidades são prioridades.

quinta-feira, 27 de março de 2014

VIGILANTES DA PUC IMOBILIZAM ASSALTANTES

ZERO HORA 27/03/2014 | 00h57


Vigilantes de universidade imobilizam suspeitos de assalto em Porto Alegre. No início da madrugada de quinta-feira, a dupla estava sendo identificada no Deca




Vigilantes da Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUCRS), com a ajuda de um aluno que é policial, imobilizaram dois rapazes minutos depois de eles terem, supostamente, praticado um roubo, na noite desta quarta-feira, no bairro Partenon, em Porto Alegre.

Próximo das 21h15min, uma moradora dos arredores da instituição foi assaltada na esquina da Rua Professor Cristiano Fischer com a Avenida Ipiranga. Segundo a vítima, que não quis ser identificada, os dois rapazes a abordaram e anunciaram o assalto, afirmando estarem armados. Após pegarem a bolsa que a mulher carregava, a dupla correu em direção ao Parque Esportivo da universidade, na Avenida Ipiranga, sentido bairro-Centro.

De acordo com um dos vigilantes, um taxista teria acionado pelo rádio os seguranças, que correram em direção aos assaltantes. Com a ajuda de um aluno policial, que não foi encontrado por Zero Hora, os dois rapazes foram imobilizados próximo ao Arroio Dilúvio, em frente à principal entrada de pedestres da PUCRS em torno das 21h20min. Nenhuma arma foi encontrada.

Quinze minutos depois, uma viatura chegou ao local onde os assaltantes estavam imobilizados. Segundo o sargento Santiago, do 19º Batalhão de Polícia Militar (BPM), os rapazes seriam encaminhados à Polícia Civil.

— É difícil situações como esta acontecerem. Qualquer civil pode prender em casos como este, mas não é aconselhável reagir — afirmou Santiago.

O sargento também elogiou a atuação dos vigilantes. A ação causou alvoroço entre as pessoas que esperavam ônibus em frente à universidade.

No início da madrugada, a dupla estava sendo identificada no Departamento Estadual da Criança e do Adolescente (Deca) — pelo menos um deles teria menos de 18 anos.

Postar um comentário