SEGURANÇA PÚBLICA - CONCEITO E OBJETIVO

No Sistema de Justiça Criminal, cada poder tem funções que interagem, complementam e dão continuidade ao esforço do outro na preservação da ordem pública e da incolumidade das pessoas e do patrimônio. A eficácia do sistema depende da harmonia e comprometimento dos Poderes de Estado em garantir a paz social. O Sistema de Justiça Criminal envolve leis claras e objetivas, prevenção de delitos, contenção, investigação, perícia, denuncia, defesa, processo legal, julgamento, sentença e a execução penal com objetivos e prioridades de reeducação, reintegração social e ressocialização do autor de ilicitudes. A finalidade do Sistema é garantir o direito da população à Justiça e à Segurança Pública, a celeridade dos processos e a supremacia do interesse público em que a justiça, a vida, a saúde, o patrimônio e o bem-estar das pessoas e comunidades são prioridades.

quinta-feira, 24 de abril de 2014

ASSALTANTE É AMARRADO POR MORADORES

ZERO HORA ONLINE 24/04/2014 | 09h45

Assaltante é amarrado por moradores no bairro Capoeiras, em Florianópolis. Homem teria roubado R$ 107 e algumas caixinhas de suco, mas foi flagrado por comerciantes



Comerciantes que abriam lojas na região perceberam o que acontecia e renderam o homemFoto: PM-SC / Divulgação


Após assaltar uma cafeteria pela segunda vez no bairro Capoeiras, em Florianópolis, um homem de 23 anos foi rendido e amarrado por moradores da comunidade. O fato aconteceu na manhã desta quinta-feira, quando a proprietária abria as portas do estabelecimento.

O assaltante teria fingido estar armado para roubar uma quantia de aproximadamente R$ 107 e algumas caixinhas de suco do estabelecimento, localizado na rua Najib Jabor. 

Comerciantes que também abriam lojas na região perceberam o que acontecia e renderam o homem. Eles o amarram ao corrimão de uma escada e aguardaram a chegada dos policiais militares. A PM encaminhou o assaltante à 3ª Delegacia de Polícia, no Estreito.

Proprietária do café, Caroline dos Santos diz que está assustada e pretende fechar as portas do estabelecimento. Ela relata que o assaltante mora nas redondezas e teme que ele queira se vingar após ser liberado. A cafeteria existe desde janeiro de 2012 e já sofreu três assaltos e dois arrombamentos nesse tempo.

— Foi a segunda vez que ele me roubou. Ele entra e diz que está armado; só descobri que não estava porque pegaram ele — conta a empresária.

* Com informações do repórter fotográfico Guto Kuerten.



"Não tenho mais estômago, foi a segunda vez que ele me roubou", diz proprietária de café assaltado na Grande Florianópolis. Confira a entrevista com Caroline Ferreira dos Santos, que pretende fechar o café com medo de que o ladrão volte para se vingar


Assaltante foi amarrado pelos vizinhos do café no momento em que saia do localFoto: PM-SC / Divulgação
Em menos de dois anos o café de Caroline Ferreira dos Santos, no bairro Capoeiras, naGrande Florianópolis, foi assaltado três vezes durante o dia e sofreu dois arrombamentos noturnos. Na manhã desta quinta-feira, dia 24, o problema se repetiu, e mesmo com a prisão do assaltante, a proprietária, com medo, preferiu fechar para sempre as portas do seu café. Confira a entrevista:


Hora SC - Como você está se sentindo?
Caroline Ferreira dos Santos - Assustada, irritada, com raiva.

Hora SC - Ele estava armado? Chegou a te agredir?
Caroline - Não. É um Zé ruela.

Hora SC - Mas como q ele te rouba sem arma?
Caroline - Ele diz que tá armado. Só descobri que ele não tava porque pegaram ele. E eu trabalho sozinha. Então, mesmo sem arma, o cara me espanca se quiser.

Hora SC - Em sua publicação no Facebook você diz que vai fechar o café - "Bom... graças a ele, a partir de hoje o café está fechado. Infelizmente algumas coisas acontecem pra que a gente mude de direção..."-. Vai seguir com essa ideia ou foi só no momento de tensão?
Caroline - Vou. Não tenho mais estômago. Foi a segunda vez que esse cara me roubou. Eu tô cansada. Agora preciso só vender logo pra minimizar os prejuízos.

Hora SC - E tens o café alí há quanto tempo?
Caroline - Desde janeiro de 2012. Três assaltos e dois arrombamentos.

Hora SC - E a sala é alugada?
Caroline - É sim. Na verdade eu vou fechar porque o cara mora perto e ninguém tem como saber se ele vai ficar preso um dia ou um ano. Ele pode ser solto hoje, pegar uma arma, ir lá e me dar um tiro na cabeça. Como ele disse que faria.

Hora SC - E quem teve a ideia de amarrá-lo?
Caroline - As pessoas que estavam na rua pegaram ele assim que ele saiu. E o amarraram porque a polícia demorou muito pra chegar.


HORA DE SANTA CATARINA

Postar um comentário