SEGURANÇA PÚBLICA - CONCEITO E OBJETIVO

No Sistema de Justiça Criminal, cada poder tem funções que interagem, complementam e dão continuidade ao esforço do outro na preservação da ordem pública e da incolumidade das pessoas e do patrimônio. A eficácia do sistema depende da harmonia e comprometimento dos Poderes de Estado em garantir a paz social. O Sistema de Justiça Criminal envolve leis claras e objetivas, prevenção de delitos, contenção, investigação, perícia, denuncia, defesa, processo legal, julgamento, sentença e a execução penal com objetivos e prioridades de reeducação, reintegração social e ressocialização do autor de ilicitudes. A finalidade do Sistema é garantir o direito da população à Justiça e à Segurança Pública, a celeridade dos processos e a supremacia do interesse público em que a justiça, a vida, a saúde, o patrimônio e o bem-estar das pessoas e comunidades são prioridades.

terça-feira, 15 de abril de 2014

MENINO DESAPARECIDO É ENCONTRADO MORTO




ZERO HORA 14/04/2014 | 23h16

Polícia prende pai e madrasta de menino que estava desaparecido em Três Passos. Criança foi encontrada morta em Frederico Westphalen



Leandro Boldrini foi detido nesta segunda-feiraFoto: Vinicius Araujo/Rádio Alto Uruguai / Especial

Fernanda da Costa


A Polícia Civil de Três Passos prendeu na noite desta segunda-feira o pai e a madrasta de Bernardo Uglione Boldrini, 11 anos. O menino, que morava em Três Passos, estava desaparecido há 10 dias e foi encontrado morto em Frederico Westphalen, cidade cerca de 80 quilômetros distante.

A polícia afirmou que a prisão é cautelar, mas não deu detalhes sobre o caso. Moradores da cidade de 24 mil habitantes fazem dois protestos diferentes: um em frente à casa onde o menino morava, que conta com cerca de mil pessoas, e outro em frente à delegacia.

Bernardo morava com o pai, a madrasta e uma meia-irmã, de um ano. Ele estudava no turno da manhã no Colégio Ipiranga, instituição particular.

O pai de Bernardo, Leandro Boldrini, 38 anos, é médico e atua como cirurgião-geral no hospital do município. Ele também é proprietário da Clínica Cirúrgica Boldrini.



Entenda o caso

Bernardo Uglione Boldrini, 11 anos, desapareceu no último dia 4, uma sexta-feira, em Três Passos. De acordo com o pai, ele teria ido à tarde a Frederico Westphalen com a madrasta para comprar uma televisão.

De volta a Três Passos, teria dito que passaria o final de semana na casa de um amigo. Como no domingo menino não retornou no horário combinado, o pai acionou a polícia. Cartazes com fotos de Bernardo foram espalhados pela cidade, Santa Maria e Passo Fundo.

Na noite desta segunda-feira, o corpo do menino foi encontrado no interior de Frederico Westphalen. O pai, Leandro Boldrini, 38 anos, a madrasta e uma terceira pessoa foram presos suspeitos de participação na morte da criança. Corpo do menino foi encontrado a 80 quilômetros de Três Passos



ZERO HORA 15 de abril de 2014 | N° 17764

FINAL TRISTE. Polícia prende pai e madrasta de menino. Vítima estava desaparecida desde o dia 4, e corpo foi encontrado ontem à noite em Frederico Westphalen



O corpo de Bernardo Uglione Boldrini, 11 anos, que estava desaparecido desde o dia 4 de abril, foi encontrado na noite de ontem em Frederico Westphalen. O menino morava com o pai e a madrasta, que foram presos também na noite de ontem, e uma meia-irmã, de um ano.

O menino, que morava em Três Passos, estava desaparecido há 10 dias e foi encontrado morto em Frederico Westphalen, cidade cerca de 80 quilômetros distante.

Quanto às prisões, a polícia afirmou que a ação é cautelar e não deu mais detalhes sobre o caso.

Na cidade de pouco mais de 24 mil habitantes, os moradores fizeram dois protestos após as detenções e a confirmação da morte do garoto. Um deles ocorreu em frente à casa em que o menino morava – onde mil pessoas teriam participado. O outro foi defronte à delegacia.

Bernardo estudava no turno da manhã no Colégio Ipiranga, instituição particular, e, segundo a família, não costumava sair sem avisar.

Na tarde do dia 4 de abril, uma sexta-feira, Bernardo viajou com a madrasta para comprar uma televisão em Frederico Westphalen, no norte do Estado. Quando retornou a Três Passos, por volta das 17h30min, o menino disse que passaria o final de semana na casa de um amigo. Foi a última vez que ele falou com a família.



Terceira pessoa é investigada
Como a residência do colega fica a três quadras de distância da casa da família Boldrini, no centro da cidade, Bernardo iria caminhando ao local. Ele deveria voltar da casa do amigo – onde passava os finais de semana com frequência para jogar computador e futebol – às 18h de domingo.

Quando passou do horário, o pai Leandro Boldrini, 38 anos, resolveu ir buscar o filho. No entanto, ao chegar à residência, soube que a criança não havia passado o sábado e o domingo no local previsto.

– Liguei para o celular dele, mas dava na caixa postal. Achei estranho e comecei a procurar na casa de outros amigos. Depois, fui até a polícia registrar a ocorrência de desaparecimento.

Desde então, o cirurgião-geral passou a peregrinar diariamente até a delegacia do município à procura de notícias do filho. A família também confeccionou dezenas de cartazes com a foto de Bernardo e o telefone da delegacia, que foram espalhados por três cidades.

Uma terceira pessoa é investigada. Seria uma mulher, amiga da madrasta, e moradora de Frederico Westphalen. A Polícia Civil de Três Passos deve dar uma entrevista coletiva a partir das 10h de hoje para indicar os rumos da investigação.
Postar um comentário