SEGURANÇA PÚBLICA - CONCEITO E OBJETIVO

No Sistema de Justiça Criminal, cada poder tem funções que interagem, complementam e dão continuidade ao esforço do outro na preservação da ordem pública e da incolumidade das pessoas e do patrimônio. A eficácia do sistema depende da harmonia e comprometimento dos Poderes de Estado em garantir a paz social. O Sistema de Justiça Criminal envolve leis claras e objetivas, prevenção de delitos, contenção, investigação, perícia, denuncia, defesa, processo legal, julgamento, sentença e a execução penal com objetivos e prioridades de reeducação, reintegração social e ressocialização do autor de ilicitudes. A finalidade do Sistema é garantir o direito da população à Justiça e à Segurança Pública, a celeridade dos processos e a supremacia do interesse público em que a justiça, a vida, a saúde, o patrimônio e o bem-estar das pessoas e comunidades são prioridades.

terça-feira, 15 de abril de 2014

MORTE DE JOVEM CHOCA E REVOLTA CIDADE GAÚCHA


ZERO HORA 15 de abril de 2014 | N° 17764

MAURICIO TONETTO

CARRO QUEIMADO. Morte de jovem choca e revolta Três Passos



A Polícia Civil, a família e a comunidade de Três Passos, município do noroeste gaúcho, estão revoltadas com a morte brutal da jovem Kimberly Ruana Rückert, 22 anos. Ela foi encontrada queimada dentro do Ka da mãe, a escrivã de polícia Rejane Rückert, na tarde do último sábado, em Palmeira das Missões, onde estudava.

Otio da vítima teme que Kimberly tenha sido violentada e, por isso, acabou carbonizada.

– Fizeram questão de mostrar que o corpo dentro do carro era o dela, mas quiseram apagar o que fizeram. Foi uma barbaridade, uma coisa de quem não tem família – lamenta Arlei Tomazoni, proprietário de uma distribuidora de bebidas em Três Passos. – Já temos suspeitas, mas não podemos falar para não prejudicar as investigações. Sabemos que não foi roubo, e sim um ato premeditado.

Como o corpo estava completamente carbonizado, um exame de DNA ainda será feito para confirmar a identidade. Ontem, os familiares da vítima fizeram um velório na capela da Funerária Schneider, e o enterro ocorreu no distrito de Bela Vista.

O delegado Antonio Maieron relata que o local onde foi achado o veículo não costuma ser rota de crimes:

– A investigação está complicada.

Vítima cursava enfermagem na Federal de Santa Maria

Kim Rückert, como era chamada pelas amigas, morava há cerca de quatro anos em Palmeira das Missões e costumava visitar Três Passos, onde viveu até os 18 anos, nos finais de semana.

Ela era estudante de Enfermagem no campus da Universidade Federal de Santa Maria (UFSM) e residia sozinha em um apartamento. Conforme sua família, Kimberly era uma jovem alegre, e não há indícios ou notícias de brigas ou desavenças com pessoas próximoas ou distantes.

Segundo o delegado Antonio Maieron, a polícia analisará imagens de câmeras localizadas na estrada onde o carro foi encontrado.


ZERO HORA 14 de abril de 2014 | N° 17763

JÚLIA OTERO

PALMEIRA DAS MISSÕES. Corpo deve ser de filha de inspetora


O corpo encontrado carbonizado, no sábado, dentro de um Ka em Palmeira das Missões seria da filha de uma inspetora da Polícia Civil. Kimberly Ruana Ruckert, 22 anos, está desaparecida desde sexta-feira.

Aconfirmação da identidade da vítima só será divulgada depois de um exame de DNA. No entanto, a mãe, Rejane Ruckert, já tem certeza da perda. No Facebook, ela escreveu: “AMIGOS e AMIGAS é com muita tristeza que informo que de forma trágica PERDI MINHA PRINCESA KIMBERLY”.

O delegado Adriano de Jesus Linhares, que investiga o caso, acredita que a motivação do crime não esteja relacionada ao trabalho da mãe da jovem. Ele não quis divulgar com quais outras linhas de investigação está trabalhando.

– Ainda não sabemos o que pode ser, se latrocínio, crime passional ou qualquer outra coisa – afirma o delegado regional Antonio Maieron.

A jovem é natural de Três Passos e estuda enfermagem na Universidade Federal de Santa Maria (UFSM) em Palmeira das Missões, onde mora. Para se manter, trabalha durante o dia como atendente em um estúdio de fotografia.

O veículo em que estaria foi encontrado ainda em chamas na BR-158 por um grupo que fazia trilha de moto. O automóvel estava registrado no nome da mãe, mas era Kimberly quem o utilizava.
Postar um comentário