SEGURANÇA PÚBLICA - CONCEITO E OBJETIVO

No Sistema de Justiça Criminal, cada poder tem funções que interagem, complementam e dão continuidade ao esforço do outro na preservação da ordem pública e da incolumidade das pessoas e do patrimônio. A eficácia do sistema depende da harmonia e comprometimento dos Poderes de Estado em garantir a paz social. O Sistema de Justiça Criminal envolve leis claras e objetivas, prevenção de delitos, contenção, investigação, perícia, denuncia, defesa, processo legal, julgamento, sentença e a execução penal com objetivos e prioridades de reeducação, reintegração social e ressocialização do autor de ilicitudes. A finalidade do Sistema é garantir o direito da população à Justiça e à Segurança Pública, a celeridade dos processos e a supremacia do interesse público em que a justiça, a vida, a saúde, o patrimônio e o bem-estar das pessoas e comunidades são prioridades.

terça-feira, 20 de maio de 2014

BANDIDOS LEVAM 28O MIL EM ASSALTO A BANCO

ZERO HORA 20/05/2014 | 10h19

Assalto a banco. Ladrões levam R$ 280 mil e armas em roubo a banco em Porto Alegre. Segundo a Polícia Civil, criminosos sabiam que porta de agência do Santander, na Zona Sul, estava com defeito



De acordo com a Polícia Civil, cinco criminosos ingressaram no banco por uma porta danificada, e um ficou dando cobertura à ação do lado de foraFoto: Eduardo Cardozo / Rádio Gaúcha


Mauricio Tonetto


Com informações privilegiadas, seis assaltantes roubaram cerca de R$ 280 mil do cofre de uma agência do Santander na Avenida Cavalhada, zona sul de Porto Alegre, por volta das 10h desta terça-feira. De acordo com a Polícia Civil, cinco criminosos ingressaram no banco por uma porta danificada, e um ficou dando cobertura à ação do lado de fora.

– Eles contaram com informações privilegiadas, porque havia uma porta lateral danificada, justamente a que separa o autoatendimento do interior da agência. Os bandidos apenas forçaram um pouco e entraram facilmente – informa o delegado Joel Wagner, titular da Delegacia de Roubos do Departamento Estadual de Investigações Criminais (Deic).

Os assaltantes renderam os vigilantes e os funcionários e levaram três armas dos seguranças. Todas as pessoas que estavam no interior da agência ficaram sentadas, na mira de pistolas, enquanto o cofre era aberto. As câmeras internas de segurança foram levadas, mas, de acordo com Joel Wagner, imagens de estabelecimentos comerciais próximos flagraram o ataque. Os suspeitos ainda não foram identificados.
Postar um comentário