SEGURANÇA PÚBLICA - CONCEITO E OBJETIVO

No Sistema de Justiça Criminal, cada poder tem funções que interagem, complementam e dão continuidade ao esforço do outro na preservação da ordem pública e da incolumidade das pessoas e do patrimônio. A eficácia do sistema depende da harmonia e comprometimento dos Poderes de Estado em garantir a paz social. O Sistema de Justiça Criminal envolve leis claras e objetivas, prevenção de delitos, contenção, investigação, perícia, denuncia, defesa, processo legal, julgamento, sentença e a execução penal com objetivos e prioridades de reeducação, reintegração social e ressocialização do autor de ilicitudes. A finalidade do Sistema é garantir o direito da população à Justiça e à Segurança Pública, a celeridade dos processos e a supremacia do interesse público em que a justiça, a vida, a saúde, o patrimônio e o bem-estar das pessoas e comunidades são prioridades.

sábado, 10 de maio de 2014

EXECUTADO A FACADAS DENTRO DE CASA POR ASSALTANTES



ZH 10/05/2014 | 04h35

Homem é morto dentro de casa durante assalto em Rolante. Criminosos fugiram levando uma quantia de dinheiro

Um homem de 68 anos foi morto a facadas durante um assalto a sua residência no final da noite desta sexta-feira em Rolante, no Vale do Paranhana. O crime ocorreu por volta das 23h30min na Avenida Bento Gonçalves, bairro Rio Branco.

De acordo com a Brigada Militar, uma dupla de encapuzados pulou o muro e invadiu casa por uma janela da sala, onde estavam a esposa e o filho da vítima. Depois de amarrar os dois, os criminosos foram até o quarto onde Bruno Bockmann estava. Eles pegaram dinheiro, deram uma facada no pescoço do homem e fugiram.

Depois que a dupla deixou o local, mãe e filho se desamarraram e encontraram Bockmann ferido. A Brigada Militar foi acionada, mas quando chegou ao local o homem já estava morto.

Em estado de choque, a mulher e o menino foram levados ao Hospital de Rolante, onde permanecem em observação. Não há suspeitos do crime.


COMENTÁRIO DO BENGOCHEA - Mais uma barbárie estimulada pela impunidade. Matar está se tornando rotina, uma banalidade estimulada pela impunidade e descaso dos Poderes e da Sociedade brasileira. Até o interior já não é mais pacífico. Onde estão os ditos representantes do povo nos parlamentos? Onde estão os magistrados? Onde estão os defensores da lei? Onde está a sociedade dita organizada em comunidades, sindicatos, categorias, pastorais, clubes de serviço, maçonaria? Onde estão todos para defenderem a nação brasileira aterrorizada e refém do crime? RESTA PEDIR SOCORRO. PARA QUEM?
Postar um comentário