SEGURANÇA PÚBLICA - CONCEITO E OBJETIVO

No Sistema de Justiça Criminal, cada poder tem funções que interagem, complementam e dão continuidade ao esforço do outro na preservação da ordem pública e da incolumidade das pessoas e do patrimônio. A eficácia do sistema depende da harmonia e comprometimento dos Poderes de Estado em garantir a paz social. O Sistema de Justiça Criminal envolve leis claras e objetivas, prevenção de delitos, contenção, investigação, perícia, denuncia, defesa, processo legal, julgamento, sentença e a execução penal com objetivos e prioridades de reeducação, reintegração social e ressocialização do autor de ilicitudes. A finalidade do Sistema é garantir o direito da população à Justiça e à Segurança Pública, a celeridade dos processos e a supremacia do interesse público em que a justiça, a vida, a saúde, o patrimônio e o bem-estar das pessoas e comunidades são prioridades.

quarta-feira, 28 de maio de 2014

LADRÃO HOMEM-ARANHA ASSUSTA BAIRRO DE PORTO ALEGRE

ZERO HORA 27/05/2014 | 16h37


por Cleidi Pereira


Ladrão homem-aranha. Arrombador assusta moradores de bairro da zona leste de Porto Alegre. Relatos indicam a ocorrência de pelo menos 10 casos de invasão e furto a residências no Jardim Ypu neste mês

Uma onda de invasão e furtos a residências está assustando moradores do bairroJardim Ypu, na zona leste de Porto Alegre. Somente neste mês, ocorreram pelo menos 10 casos na região — incluindo tentativas.

A técnica empregada pelo ladrão, que costuma atuar durante a noite, já lhe rendeu o apelido de "homem-aranha". Ele escala prédios e muros para entrar em sobrados e apartamentos e furtar pequenos objetos, como televisores.

Há 10 dias, o apartamento do técnico administrativo Éverton Rodrigues foi invadido enquanto a família dormia. O ladrão escalou o prédio, rasgou a rede de proteção e entrou pela janela de um dos quartos do imóvel que fica no segundo andar. Do local, onde a mãe e a irmã de Éverton descansavam, levou um televisor. Quando passou para os outros cômodos, fez barulho e acordou o proprietário, que acendeu as luzes, espantando o bandido.




— É uma sensação de invasão íntima. Tu te sentes intimidado pela ousadia destes marginais. É um absurdo não ter segurança dentro da tua própria casa — lamenta.

Éverton, que também é síndico do seu condomínio e está providenciando alarme e cercamento no edifício, critica a falta de policiamento no bairro, o que, segundo ele, contribui para a situação de vulnerabilidade a que os moradores estão submetidos.

Na madrugada da última segunda-feira, após uma tentativa frustrada de invadir uma padaria, a fuga do ladrão foi registrada por câmeras de segurança do estabelecimento. Na imagens, ele aparece pulando um muro. O homem havia tentado furtar um televisor do sobrado da corretora Sônia Carlesso, horas antes. Só que, ao descer pela sacada, a quatro metros de altura, deixou cair o equipamento, que ficou despedaçado na calçada.





— Estou insegura, e a sacada agora fica sempre fechada. Vou ter que botar cerca de arame farpado, como as que existem nos presídios.

Para o tenente-coronel Marcelo Tadeu Pitta Domingues, comandante do 20° Batalhão de Polícia Militar (BPM), o bairro "não está desassistido". O problema, segundo ele, é ausência de registros oficiais (em maio, o BPM recebeu apenas dois).

— As estatísticas que eu tenho não levam a entender que existe um problema na comunidade, mas estamos à disposição dos moradores.


Polícia tem suspeito


De acordo com o titular da 15º Delegacia da Polícia Civil, Ajaribe Rocha Pinto, há suspeita de que o autor dos delitos seja um homem preso em flagrante no ano passado por cometer o mesmo tipo de crime. O delegado não soube informar por que o criminoso teria sido liberado.

— Estamos investigando para chegar à autoria, mas, até agora, não há nenhum dado concreto. Estamos trabalhando para identificar quem está praticando estes atuais furtos qualificados — disse.

Ajaribe afirma ter o registro de, pelo menos, cinco ocorrências de tentativa e furto qualificado por escalada no bairro. Conforme o delegado, o fato da região possuir muitos prédios baixos facilitando a ação do bandido, que seria um homem magro e alto, de aproximadamente 20 anos.
Postar um comentário