SEGURANÇA PÚBLICA - CONCEITO E OBJETIVO

No Sistema de Justiça Criminal, cada poder tem funções que interagem, complementam e dão continuidade ao esforço do outro na preservação da ordem pública e da incolumidade das pessoas e do patrimônio. A eficácia do sistema depende da harmonia e comprometimento dos Poderes de Estado em garantir a paz social. O Sistema de Justiça Criminal envolve leis claras e objetivas, prevenção de delitos, contenção, investigação, perícia, denuncia, defesa, processo legal, julgamento, sentença e a execução penal com objetivos e prioridades de reeducação, reintegração social e ressocialização do autor de ilicitudes. A finalidade do Sistema é garantir o direito da população à Justiça e à Segurança Pública, a celeridade dos processos e a supremacia do interesse público em que a justiça, a vida, a saúde, o patrimônio e o bem-estar das pessoas e comunidades são prioridades.

terça-feira, 6 de maio de 2014

PAI E FILHO REAGEM A ASSALTO E PRENDEM BANDIDO

ZERO HORA 06/05/2014 | 11h28


Vale do Sinos. Pai e filho reagem a assalto e prendem bandido em Dois Irmãos. Assaltante, mesmo portando uma espingarda, foi dominado pela família até a chegada da polícia


por Micheli Aguiar



Uma tentativa frustrada de assalto terminou com um bandido preso na noite de segunda-feira pelos próprios reféns em Dois Irmãos, no Vale do Sinos. Pai e filho, um adolescente de 14 anos, entraram em luta corporal e renderam um dos bandidos que tentavam assaltar o mini-mercado da família. Nenhum dos dois teve ferimentos graves e o homem de 31 anos acabou preso em flagrante pela Brigada Militar (BM).

Os dois assaltantes anunciaram o assalto no momento em que o proprietário e sua esposa, os únicos que estavam no estabelecimento, se preparavam para fechar, por volta das 19h30. Um deles, segundo a BM, portava uma espingarda calibre 28 e outro não estava armado. E, foi justamente, a ausência de uma segunda arma que fez com que o comerciante Paulo Kolling reagisse ao assalto.

Segundo Kolling, o bandido com a espingarda fez sua esposa refém e seguiu para os fundos do estabelecimento onde fica a garagem da casa_ele queria fugir com o carro da família. O assaltante que ficou com o comerciante fingia ter um revólver, colocando a mão por baixo da blusa. Ao perceber isso, Kolling entrou em luta corporal com o bandido, que acabou fugindo com R$ 150 do caixa.

– O meu filho e eu conseguimos tirar a espingarda do outro bandido e lutamos com ele. Os vizinhos chamaram a polícia. Foi algo horrível – desabafa.

Ainda abalado com a cena protagonizada pela família, Kolling não sabe se seguirá com o comércio. Em dez anos como proprietário do mercadinho, esse foi o primeiro assalto sofrido, mas o suficiente para fazê-lo repensar suas “prioridades”.

– Não sei se eu continuo. Mas essa é uma decisão que preciso tomar de cabeça fria – afirma.

Para a delegada Ariadne Langanke, da Polícia Civil de Dois Irmãos, a reação do comerciante e do filho foi algo perigoso e poderia ter terminado em uma tragédia. A recomendação da polícia, segundo a delegada, é sempre, dentro do possível, manter a calma e não reagir.

Bandidos de fora do município

Os bandidos que assaltaram o pequeno mercado da família Kolling, segundo a Brigada Militar, não são de Dois Irmãos. O homem preso, Marcelo Medeiros Severo é morador de Novo Hamburgo, assim como seu comparsa, ainda não identificado. Os dois chegaram no local do assalto de táxi, também com placa do município hamburguense.

A Polícia Civil afirma que a maioria dos assaltos e crimes cometidos em Dois Irmãos são de pessoas vindo de fora dos limites da cidade. E, por isso, a importância da população em estar atenta a veículos suspeitos com placas de outros municípios.

– Somos uma cidade que tem muitas estradas vicinais, que facilita a fuga dos bandidos – delegada Ariadne Langanke.
Postar um comentário