SEGURANÇA PÚBLICA - CONCEITO E OBJETIVO

No Sistema de Justiça Criminal, cada poder tem funções que interagem, complementam e dão continuidade ao esforço do outro na preservação da ordem pública e da incolumidade das pessoas e do patrimônio. A eficácia do sistema depende da harmonia e comprometimento dos Poderes de Estado em garantir a paz social. O Sistema de Justiça Criminal envolve leis claras e objetivas, prevenção de delitos, contenção, investigação, perícia, denuncia, defesa, processo legal, julgamento, sentença e a execução penal com objetivos e prioridades de reeducação, reintegração social e ressocialização do autor de ilicitudes. A finalidade do Sistema é garantir o direito da população à Justiça e à Segurança Pública, a celeridade dos processos e a supremacia do interesse público em que a justiça, a vida, a saúde, o patrimônio e o bem-estar das pessoas e comunidades são prioridades.

sábado, 31 de maio de 2014

QUADRILHA ESPECIALIZADA EM ARROMBAMENTOS

DIÁRIO GAÚCHO 30/05/2014 | 09h44

Polícia Civil prende quadrilha especializada em arrombamentos. Grupo de sete pessoas foi capturado durante tentativa de furto em Venâncio Aires



A Polícia Civil prendeu, na manhã desta sexta-feira, sete integrantes de uma quadrilha investigada por arrombamento de estabelecimentos comerciais na Região Metropolitana e no Interior. O grupo foi pego quando se preparava para entrar em uma loja em Venâncio Aires, no Vale do Rio Pardo, conforme o responsável pelo caso, delegado Tarcísio Kaltbach.

A quadrilha era monitorada há semanas. Por meio de interceptações telefônicas autorizadas pela Justiça, os policiais chegaram à informação de que os bandidos fariam ataques em Pantano Grande e Venâncio Aires. O delegado observa que, na primeira cidade, o grupo não teve sucesso e seguiu para a segunda. Lá, foram surpreendidos pela chegada da Polícia Civil e tentaram fugir em dois veículos, mas foram presos em flagrante. Ferramentas que seriam utilizadas para arrombar os estabelecimentos foram encontradas.

— A Polícia Civil se preocupa em reprimir atividades criminosas dessa natureza e, em alguns casos, se antecipar ao crime. Quando o crime é consumado, existem danos, prejuízos — diz Kaltbach.

O grupo seria responsável por pelo menos seis arrombamentos e, nos últimos dois, teria levado uma quantia de R$ 150 mil. O delegado explica que também foi apreendida uma corda usada para rapel, pois o modus operandi dos bandidos seria escalar prédios e entrar pelo forro.

A operação foi coordenada pela Delegacia da Polícia Civil de Novo Hamburgo e teve apoio das delegacias de Venâncio Aires e Pantano Grande. Antes das 9h, as sete pessoas estavam sendo autuadas em flagrante.

*Zero Hora

Postar um comentário