SEGURANÇA PÚBLICA - CONCEITO E OBJETIVO

No Sistema de Justiça Criminal, cada poder tem funções que interagem, complementam e dão continuidade ao esforço do outro na preservação da ordem pública e da incolumidade das pessoas e do patrimônio. A eficácia do sistema depende da harmonia e comprometimento dos Poderes de Estado em garantir a paz social. O Sistema de Justiça Criminal envolve leis claras e objetivas, prevenção de delitos, contenção, investigação, perícia, denuncia, defesa, processo legal, julgamento, sentença e a execução penal com objetivos e prioridades de reeducação, reintegração social e ressocialização do autor de ilicitudes. A finalidade do Sistema é garantir o direito da população à Justiça e à Segurança Pública, a celeridade dos processos e a supremacia do interesse público em que a justiça, a vida, a saúde, o patrimônio e o bem-estar das pessoas e comunidades são prioridades.

quarta-feira, 7 de maio de 2014

SUSPEITO DE PARTICIPAR DE LINCHAMENTO É PRESO

ZERO HORA 06/05/2014 | 18h12


Preso suspeito de participar de linchamento em SP. Polícia chegou ao homem após receber denúncias anônimas



Vídeo da mulher sendo espancada em comunidade de Guarujá está sendo divulgado na internetFoto: Reprodução / Reprodução


A Polícia Civil prendeu, na tarde desta terça-feira, um dos suspeitos de participar do linchamento da dona de casa Fabiana Maria de Jesus, de 33 anos. O suspeito foi detido depois de denúncias anônimas feitas por moradores do próprio bairro de Morrinhos, no Guarujá, litoral de São Paulo. Policiais civis estiveram no bairro nesta tarde e fizeram a prisão.

Um dos investigadores falou à imprensa que o suspeito teria confessado a participação no crime.

— Eu também tenho filhos, doutor. Eu achei que era verdade (o fato de ela ser sequestradora) — teria dito o suspeito segundo a polícia.

Até o momento, no entanto, nenhum advogado do acusado foi visto no primeiro distrito policial de Guarujá e não há confirmações de que um depoimento formal do suspeito tenha sido colhido. Amigos do suspeito que estão na frente da delegacia mostraram-se revoltados com apenas uma prisão.

— Quer prender todo mundo? A culpa é de todo mundo! A culpa é de ninguém! A culpa é da internet! — gritou o ajudante Jonas Tiago, de 27 anos.

A dona de casa Carla Rosane Cunha Viana, uma testemunha da agressão, que também esteve na delegacia, afirmou que o linchamento de Fabiane durou cerca de duas horas. A notícia de que a sequestradora de crianças que assombrava o Guarujá havia sido encontrada foi espalhada por mensagens de celular.

— Apareceram umas três mil pessoas no Morrinhos — disse a dona de casa.

O delegado Luiz Ricardo Lara Dias Junior, que conduz a investigação, ainda não confirmou se o suspeito detido será indiciado. Por volta das 17h30min, ele deixou a delegacia em direção ao Fórum de Guarujá — supostamente para obter mandados de prisão para outras pessoas. Fabiane foi linchada depois de uma falsa acusação de que ela sequestrava crianças. Seu corpo foi enterrado às 10h15min desta terça-feira no cemitério Jardim da Paz, no Guarujá.

*Estadão Conteúdo
Postar um comentário