SEGURANÇA PÚBLICA - CONCEITO E OBJETIVO

No Sistema de Justiça Criminal, cada poder tem funções que interagem, complementam e dão continuidade ao esforço do outro na preservação da ordem pública e da incolumidade das pessoas e do patrimônio. A eficácia do sistema depende da harmonia e comprometimento dos Poderes de Estado em garantir a paz social. O Sistema de Justiça Criminal envolve leis claras e objetivas, prevenção de delitos, contenção, investigação, perícia, denuncia, defesa, processo legal, julgamento, sentença e a execução penal com objetivos e prioridades de reeducação, reintegração social e ressocialização do autor de ilicitudes. A finalidade do Sistema é garantir o direito da população à Justiça e à Segurança Pública, a celeridade dos processos e a supremacia do interesse público em que a justiça, a vida, a saúde, o patrimônio e o bem-estar das pessoas e comunidades são prioridades.

sábado, 31 de maio de 2014

TRÁFICO DE DROGAS SINTÉTICAS EM CASAS NOTURNAS

IMAGEM PC

DIÁRIO GAÚCHO 30/05/2014 | 12h06

Operação Fim de Festa. Polícia Civil prende 10 pessoas por tráfico de drogas em Passo Fundo. Grupo foi investigado por venda de drogas sintéticas, principalmente




A 1ª Delegacia da Polícia Civil de Passo Fundo prendeu, na manhã desta sexta-feira, 10 pessoas investigadas por comercializar drogas sintéticas em casas noturnas da cidade, no norte do Estado. Com a Operação Fim de Festa, os policiais chegaram ao grupo, depois de um trabalho que durou de três a quatro meses.

O homem apontado como chefe da quadrilha havia sido capturado durante a investigação e, dentro da cadeia, teria continuado a comandar o tráfico — como já estava em liberdade, foi preso novamente nesta sexta-feira. Outros dois indivíduos também já haviam sido detidos em abril, vendendo maconha e cocaína.

— Começamos a investigação por causa de denúncias de que havia acentuado tráfico de drogas sintéticas nas baladas de Passo Fundo. No decorrer, houve a prisão em flagrante do chefe da organização criminosa — afirma o titular da delegacia, delegado Diogo Ferreira.

Conforme o policial, a suspeita é de que o ecstasy seja proveniente de Santa Catarina, por onde passa grande parte da droga sintética que entra no Brasil. As 10 pessoas foram surpreendidas em suas residências, em oito pontos distintos da cidade. Por volta das 11h30min, elas ainda não haviam sido ouvidos. Após os depoimentos, seriam encaminhadas para o presídio.

A 1ª DP contou com o apoio de diferentes delegacias da região — aproximadamente 70 policiais trabalharam na Operação Fim de Festa, com 20 viaturas. Foram apreendidos armas, munições, drogas e dinheiro.

*Zero Hora
Postar um comentário