SEGURANÇA PÚBLICA - CONCEITO E OBJETIVO

No Sistema de Justiça Criminal, cada poder tem funções que interagem, complementam e dão continuidade ao esforço do outro na preservação da ordem pública e da incolumidade das pessoas e do patrimônio. A eficácia do sistema depende da harmonia e comprometimento dos Poderes de Estado em garantir a paz social. O Sistema de Justiça Criminal envolve leis claras e objetivas, prevenção de delitos, contenção, investigação, perícia, denuncia, defesa, processo legal, julgamento, sentença e a execução penal com objetivos e prioridades de reeducação, reintegração social e ressocialização do autor de ilicitudes. A finalidade do Sistema é garantir o direito da população à Justiça e à Segurança Pública, a celeridade dos processos e a supremacia do interesse público em que a justiça, a vida, a saúde, o patrimônio e o bem-estar das pessoas e comunidades são prioridades.

terça-feira, 24 de junho de 2014

EM POA, 22 TURISTAS FORAM VÍTIMAS DE LADRÕES


22 turistas foram vítimas de ladrões em Porto Alegre. Entre as vítimas, 5 argentinos. A maioria dos crimes ocorreu na zona central da cidade

por José Luis Costa, ZERO HORA 23/06/2014 | 21h05


A maioria dos crimes ocorreu na zona central de Porto AlegreFoto: Adriana Franciosi / Agencia RBS


Desde o início da Copa, em 12 de junho, 22 turistas estrangeiros foram vítima de ladrões - 18 casos de furto e quatro de roubo - em Porto Alegre. A maioria dos crimes ocorreu nos arredores da região central da Capital.

Entre os casos mais recentes, um larápio invadiu um ônibus de coreanos no domingo à tarde e furtou diversos pertences. O veículo estava estacionado nas proximidades da Usina do Gasômetro.

No bairro Belém Novo, na Zona Sul, um argentino foi abordado dentro de um carro e teve a mochila roubada contendo documentos e R$ 2 mil. Na estação rodoviária, um americano teve a carteira furtada.

Das 22 vítimas, cinco são turistas argentinos. Entre os três presos, dois também são argentinos. Um foi pego com celulares furtados na Avenida Edvaldo Pereira Paiva e foi autuado por receptação. Outro foi detido porque teria ingressado em área restrita no Beira-Rio e oferecido cartelas de LSD para um voluntário da Fifa. No mesmo local, um sul-coreano foi flagrado usando uma credencial de outra pessoa e acabou preso sob acusação de falsa identidade.

Até o começo da noite de ontem, o argelino Djamell Maref seguia internado no Hospital de Pronto Socorro. Ele sofreu um uma batida na cabeça e uma lesão no olho direito ao ser agredido durante o primeiro tempo de Coreia do Sul e Argélia, domingo no Beira-Rio. Um suspeito, também argelino, foi identificado pela Polícia Civil e vai responder a um termo circunstanciado (inquérito para crimes de menor potencial ofensivo) por lesão corporal.

Para o coronel da BM João Diniz Godoi, comandante do policiamento da Capital e do Batalhão Copa, o volume de casos de crimes envolvendo turistas é aceitável.

— Já foram disputados três jogos somando 120 mil pessoas no Beira-Rio e mais de 100 mil pessoas passaram pela fan fest. Acreditamos que as ações policiais estão atingindo os objetivos de prevenção — comentou Godoi
Postar um comentário