SEGURANÇA PÚBLICA - CONCEITO E OBJETIVO

No Sistema de Justiça Criminal, cada poder tem funções que interagem, complementam e dão continuidade ao esforço do outro na preservação da ordem pública e da incolumidade das pessoas e do patrimônio. A eficácia do sistema depende da harmonia e comprometimento dos Poderes de Estado em garantir a paz social. O Sistema de Justiça Criminal envolve leis claras e objetivas, prevenção de delitos, contenção, investigação, perícia, denuncia, defesa, processo legal, julgamento, sentença e a execução penal com objetivos e prioridades de reeducação, reintegração social e ressocialização do autor de ilicitudes. A finalidade do Sistema é garantir o direito da população à Justiça e à Segurança Pública, a celeridade dos processos e a supremacia do interesse público em que a justiça, a vida, a saúde, o patrimônio e o bem-estar das pessoas e comunidades são prioridades.

quarta-feira, 18 de junho de 2014

FORAGIDO DO SEMIABERTO MATA EMPRESÁRIO QUE REAGIU NA DEFESA DA MULHER E FILHA


ZERO HORA 18 de junho de 2014 | N° 17832


MORTO EM CASA. Empresário é assassinado com um tiro ao defender de assalto a mulher e a filha. FORAGIDO DO SEMIABERTO desde o final do ano passado, assaltante abordou as vítimas quando elas entravam na garagem da residência no bairro Boa Vista, em Novo Hamburgo



Empresário de 32 anos, Gabriel da Silva Rodrigues foi morto por um foragido ao tentar defender a mulher e a filha de um assalto, em Novo Hamburgo, no Vale do Sinos. O crime aconteceu na noite de segunda-feira, e o corpo de Rodrigues foi sepultado ontem.

A mulher e a menina estavam no carro e foram abordadas quando entravam na garagem de casa, no bairro Boa Vista. Dentro da residência com outro filho e a empregada, Rodrigues saiu ao estranhar a movimentação. No mesmo instante, o cachorro da família avançou contra o criminoso, Ronaldo da Rosa Moreira, 21 anos.

O homem, foragido do regime semiaberto desde o final do ano passado, foi mordido pelo cão e deixou a arma cair. O empresário pegou o revólver, atingiu Moreira com uma coronhada e atirou, acertando uma das mãos do bandido, que reagiu e retomou a arma.

Ao menos um dos cinco tiros disparados pelo assaltante feriu Rodrigues no peito. Levado ao Hospital Regina, ele não resistiu. Moreira fugiu, mas foi capturado pela Brigada Militar a cinco quadras do local do crime.

Com o detido, os policiais militares encontraram um revólver calibre 38. Segundo o delegado Nauro Osório Marques, a suspeita é de que outro foragido tenha levado o assaltante ao local e fugido após o início da luta. Moreira deverá responder por latrocínio (roubo seguido de morte). Rodrigues era diretor da Regabi Incorporação e Construção e do Sindicato da Indústria da Construção Civil de Novo Hamburgo. Ele deixa a mulher e dois filhos.

EM GRAVATAÍ, CRIME COM SITUAÇÃO SEMELHANTE

Quase na mesma hora em que o empresário de Novo Hamburgo era baleado ao tentar defender a família de um assaltante, outro homem era morto em circunstâncias semelhantes em Gravataí, na Região Metropolitana. Ao perceber que o filho seria roubado por três criminosos no momento em que parava o carro em frente da casa, Antônio Ferreira de Lima, 53 anos, jogou-se contra os bandidos.

Houve luta, e Lima acabou atingido por um tiro no peito. Segundo a polícia, os três fugiram sem levar nada. A vítima foi socorrida, mas morreu a caminho do hospital. O latrocínio é apurado pela 2ª DP de Gravataí, que até ontem não tinha suspeitos. Testemunhas serão ouvidas.
Postar um comentário