SEGURANÇA PÚBLICA - CONCEITO E OBJETIVO

No Sistema de Justiça Criminal, cada poder tem funções que interagem, complementam e dão continuidade ao esforço do outro na preservação da ordem pública e da incolumidade das pessoas e do patrimônio. A eficácia do sistema depende da harmonia e comprometimento dos Poderes de Estado em garantir a paz social. O Sistema de Justiça Criminal envolve leis claras e objetivas, prevenção de delitos, contenção, investigação, perícia, denuncia, defesa, processo legal, julgamento, sentença e a execução penal com objetivos e prioridades de reeducação, reintegração social e ressocialização do autor de ilicitudes. A finalidade do Sistema é garantir o direito da população à Justiça e à Segurança Pública, a celeridade dos processos e a supremacia do interesse público em que a justiça, a vida, a saúde, o patrimônio e o bem-estar das pessoas e comunidades são prioridades.

segunda-feira, 9 de junho de 2014

NOSSO TIME E A BANDIDAGEM

O SUL Porto Alegre, Domingo, 08 de Junho de 2014.



WANDERLEY SOARES


A torcida é pelo melhor, mas sem muita convicção


Mesmo com todo o aparato da polícia ostensiva que começa a funcionar em Porto Alegre, especialmente nas áreas em que presumivelmente haverá maior circulação de turistas, os serviços de inteligência da segurança pública terão árdua tarefa no controle da ação de traficantes. Porto Alegre deverá multiplicar os consumidores de drogas, como acontece no País inteiro em todos os espetáculos que reúnem multidões. No tráfico, a disputa por territórios é ruidosa e sangrenta, mas a comercialização é silenciosa e conta, inclusive, com a cumplicidade natural dos consumidores. Os ataques de maior porte poderão ocorrer fora do cinturão de força que cercará a área governada pela dona Fifa. Por evidência, segundo este humilde marquês pode alcançar, todos os movimentos das organizações direta ou indiretamente ligadas à segurança pública do Estado foram friamente calculados. A sociedade, no entanto, além da tensão relativa à performance do time de Felipão, está torcendo pelo melhor contra a bandidagem, mas sem convicção plena.


Tráfico


Mesmo com toda a intensidade das ações policiais, que são ininterruptas, a comercialização de drogas não parece sofrer grandes impactos. Mas as prisões continuam a acontecer. Leiam: cinco pessoas foram presas, ontem, em operação contra o tráfico no Vale do Sinos. A ação da Polícia Civil foi realizada no bairro Scharlau, em São Leopoldo. O mesmo grupo, preso em flagrante, era investigado por roubos na região; em Canoas, com a prisão de quatro homens, foram apreendidos 10 quilos de maconha no bairro Guajuviras. Lucas Irigaray Chaves, Tiago da Cunha Klengues, Felipe Fialho de Oliveira e Luis Felipe Severino foram encaminhados ao Presídio Central; em Viamão, um homem foi preso com 36 quilos de maconha e 59 cartuchos de fuzil 556. Rafael Marques, 21 anos, estava em uma casa na rua Barão de Belém, no bairro Santa Isabel


Detentos e a Copa


As obras da Copa do Mundo empregaram 682 detentos e ex-presidiários no País. A participação de parte da população carcerária foi acertada ainda em 2010, entre Conselho Nacional de Justiça, Ministério do Esporte, Comitê Organizador, Estados e Municípios. Das 12 cidades-sede da Copa do Mundo, Porto Alegre, Rio de Janeiro, São Paulo e Recife não contrataram nenhum detento


Quadrilha dizimada


Foram divulgados os nomes dos bandidos que morreram durante confronto com a polícia, após ataque a carro-forte no Vale do Rio Pardo, no final da manhã de sexta-feira. Carlos Ivan Fischer, o Teco, de 48 anos; André Rodrigues Pereira, 32 anos; e Márcio Pereira de Sousa, 33 anos, o Chapolin. Segundo a polícia, Teco e Chapolin estavam envolvidos numa série de assaltos a bancos e a carros-forte. Também foi identificado Fernando Pereira Silva, de 25 anos. Ele foi baleado, fugiu e depois foi capturado.
Postar um comentário