SEGURANÇA PÚBLICA - CONCEITO E OBJETIVO

No Sistema de Justiça Criminal, cada poder tem funções que interagem, complementam e dão continuidade ao esforço do outro na preservação da ordem pública e da incolumidade das pessoas e do patrimônio. A eficácia do sistema depende da harmonia e comprometimento dos Poderes de Estado em garantir a paz social. O Sistema de Justiça Criminal envolve leis claras e objetivas, prevenção de delitos, contenção, investigação, perícia, denuncia, defesa, processo legal, julgamento, sentença e a execução penal com objetivos e prioridades de reeducação, reintegração social e ressocialização do autor de ilicitudes. A finalidade do Sistema é garantir o direito da população à Justiça e à Segurança Pública, a celeridade dos processos e a supremacia do interesse público em que a justiça, a vida, a saúde, o patrimônio e o bem-estar das pessoas e comunidades são prioridades.

sexta-feira, 20 de junho de 2014

REDUÇÃO DOS REGISTROS DE VIOLÊNCIA NÃO CONFORTA


ZERO HORA 20 de junho de 2014 | N° 17834


INSEGURANÇA SE MANTÉM, apesar da queda do número de roubos de veículos. Moradores da região continuam temendo engrossar as estatísticas da criminalidade



Bastam uma tentativa de assalto e alguns disparos realizados ainda pela manhã para que a tranquilidade de pais e alunos em Porto Alegre vá para o espaço. Na manhã de 10 de junho, o ataque de bandidos armados a uma mãe que deixava os filhos em um tradicional colégio do bairro Boa Vista reavivou a sensação de insegurança relatada por moradores da região no último Café ZH Bela Vista, em 6 de junho.

Por sorte, um policial da Brigada Militar que passava pelo local interveio e acabou trocando tiros com os assaltantes, que fugiram. Os roubos de veículos são frequentes na região do 11º Batalhão de Polícia Militar (BPM) da Capital, responsável pelo policiamento de 23 bairros da região norte de Porto Alegre. A reclamação de moradores ganha coro na voz do tenente-coronel Eduardo Biacchi Rodrigues, comandante do 11º BPM:

– Os bairros do nosso batalhão são muito visados pelos assaltantes devido ao alto poder aquisitivo dos moradores e às vias de fuga, mas estamos trabalhando pesado na contenção desse tipo de crime, que provoca traumas psicológicos muito fortes e que se propagam das vítimas a seus familiares e amigos.

Conforme o comandante, na comparação com o ano passado, o trabalho da BM conseguiu reduzir em 22,68% o número de roubos de veículos nos bairros atendidos pelo batalhão. Biacchi ressalta que a sensação de insegurança é difícil de combater, pois crimes como o roubo deixam sequelas emocionais na comunidade.

Entre os bairros sob a responsabilidade do comandante, os abrangidos pelo ZH Bela Vista não são, nem de longe, os mais perigosos quando o assunto é roubo de veículos. Dos 692 assaltos registrados entre janeiro e maio deste ano, 15,8% aconteceram no Petrópolis. Somados, Bela Vista, Boa Vista, Mont’Serrat, Três Figueiras, Chácara das Pedras e Higienópolis registram 16,53%.


Roubos a pedestres

TENTATIVA DE ASSALTO aumentam insegurança de pais para largar e buscar filhos em colégios da Zona Norte


Enquanto no roubo de veículos o posicionamento estratégico dos policias na área do 11º Batalhão de Polícia Militar (BPM) da Capital consegue reprimir a ação dos bandidos, no roubo a pedestres o combate ganha outras variáveis que reforçam a dificuldade na coação do crime. Além de ser de difícil percepção às patrulhas, segundo o tenente-coronel Eduardo Biacchi Rodrigues, comandante do 11º BPM, poucas vítimas registram ocorrências, que serviriam para a construção de estratégias mais eficientes no combate a esse tipo de delito.

Para o comandante, o roubo a pedestres é complexo, pois é um crime rápido. De modo que o patrulhamento afasta o ladrão do local, que se desloca para agir em outra área. Ainda assim, a criação de uma patrulha escolar e o monitoramento realizado por policiais à paisana têm inibido a ação de ladrões e traficantes no entorno das escolas da região.

– É necessário que as pessoas registrem, independentemente da crença na resolução do crime. Pois o registro auxilia a polícia a trabalhar em um processo preventivo – completa o oficial.



Postar um comentário