SEGURANÇA PÚBLICA - CONCEITO E OBJETIVO

No Sistema de Justiça Criminal, cada poder tem funções que interagem, complementam e dão continuidade ao esforço do outro na preservação da ordem pública e da incolumidade das pessoas e do patrimônio. A eficácia do sistema depende da harmonia e comprometimento dos Poderes de Estado em garantir a paz social. O Sistema de Justiça Criminal envolve leis claras e objetivas, prevenção de delitos, contenção, investigação, perícia, denuncia, defesa, processo legal, julgamento, sentença e a execução penal com objetivos e prioridades de reeducação, reintegração social e ressocialização do autor de ilicitudes. A finalidade do Sistema é garantir o direito da população à Justiça e à Segurança Pública, a celeridade dos processos e a supremacia do interesse público em que a justiça, a vida, a saúde, o patrimônio e o bem-estar das pessoas e comunidades são prioridades.

quinta-feira, 24 de julho de 2014

A PSIQUE DO POLICIAL

O SUL Porto Alegre, Quinta-feira, 24 de Julho de 2014.



Justiceiro


Pincelo, hoje, rapidamente, esta pauta ao destacar o fato, ocorrido terça-feira em uma loja de artigos esportivos localizada na Zona Norte da Capital, onde um jovem soldado policial militar, 22 anos de idade, reagiu e matou a tiros dois assaltantes que atacaram aquela casa. Os bandidos também eram jovens. Um com 21 e o outro com 17 anos. Esse soldado está em início de carreira e terá de conviver, daqui para frente, com essas duas mortes. Responderá processo por duplo homicídio. Em tese, na caserna, cercado por profissionais antigos, talvez seja convencido de que matar é ação inerente aos ossos do ofício e, assim, se solidificará em sua psique o espírito de justiceiro, o que nem para ele, nem para a sua corporação, nem para a sociedade será o mais digno estágio.


Banco


Quatro homens tentaram assaltar, na manhã de ontem, a agência do Banrisul localizada na avenida João Pessoa, bairro Santana, em Porto Alegre. Renderam o gerente, mas um dos vigias acionou o alarme. Os bandidos fugiram e levaram as armas dos seguranças. A polícia suspeita que eles usavam um rádio transmissor com a mesma frequência da Brigada Militar


Execução (1)


Um homem com deficiência mental, identificado como Enizaldo Plentz, 44 anos, foi executado a tiros na noite de terça-feira, no bairro Santo Afonso, em Novo Hamburgo. Adorado pelos pais e vizinhos, Plentz era muito quieto, inofensivo e sem inimigos. O autor da execução foi um ciclista que se aproximou da vítima e, sem dizer nada, abriu fogo na rua Flamengo, na frente da Escola Municipal Padre Reus. Para a polícia, a hipótese mais provável é a de que Plentz tenha sido confundido com outra pessoa no lugar da qual foi morto


Execução (2)


Jovem de 23 anos foi morto com sete disparos na madrugada de ontem. O crime ocorreu na esquina das ruas Belize e Barro Vermelho, no bairro Restinga Velha. De acordo com testemunhas, a morte resultou no confronto armado entre duas quadrilhas.
Postar um comentário