SEGURANÇA PÚBLICA - CONCEITO E OBJETIVO

No Sistema de Justiça Criminal, cada poder tem funções que interagem, complementam e dão continuidade ao esforço do outro na preservação da ordem pública e da incolumidade das pessoas e do patrimônio. A eficácia do sistema depende da harmonia e comprometimento dos Poderes de Estado em garantir a paz social. O Sistema de Justiça Criminal envolve leis claras e objetivas, prevenção de delitos, contenção, investigação, perícia, denuncia, defesa, processo legal, julgamento, sentença e a execução penal com objetivos e prioridades de reeducação, reintegração social e ressocialização do autor de ilicitudes. A finalidade do Sistema é garantir o direito da população à Justiça e à Segurança Pública, a celeridade dos processos e a supremacia do interesse público em que a justiça, a vida, a saúde, o patrimônio e o bem-estar das pessoas e comunidades são prioridades.

quinta-feira, 3 de julho de 2014

EMPRESÁRIOS SÃO MORTOS E SUSPEITA É DE LATROCÍNIO


ZERO HORA 03 de julho de 2014 | N° 17848


EDUARDO TORRES VANESSA KANNENBERG

ATAQUES AO AMANHECER

LAJEADO E SAPIRANGA tiveram dois crimes com circunstâncias parecidas ontem: vítimas foram rendidas, assassinadas e tiveram dinheiro roubado


A polícia tenta esclarecer as causas da morte de dois empresários assassinados a tiros no início da manhã de ontem. Enquanto em Lajeado uma mulher foi baleada quando saía para o trabalho, em Sapiranga um homem levou um tiro na cabeça dentro do seu ateliê de sapatos.


MULHER FOI ATACADA EM FRENTE AO PRÉDIO ONDE MORAVA

Nadir Tereza Rodrigues Kuhn, 44 anos, foi atacada em frente ao prédio onde morava, em Lajeado, no Vale do Taquari. Ela morreu no local. A investigação apontou que a empresária, que era casada e mãe de um adolescente de 12 anos, chegava perto do seu carro, um Meriva prata, quando teria sido rendida e atingida no rosto por um ou dois tiros – a confirmação depende do resultado da perícia.

Como a bolsa de Nadir foi levada, uma das hipóteses investigadas pela polícia é de latrocínio (roubo com morte). No entanto, o delegado Silvio Huppes prefere não descartar nenhuma suspeita:

– Ainda é muito cedo e vamos tentar ouvir testemunhas e familiares para apurar melhor o caso.

Localizada no bairro Moinhos, considerado “calmo” pela polícia, a área foi isolada para análise do Instituto-geral de Perícias (IGP) . Imagens de câmeras de vigilância de casas e prédios próximos também devem ser requisitadas.


HOMEM FOI BALEADO EM FRENTE À MULHER

Em Sapiranga, no Vale do Sinos, o empresário Claudionor Fernandes da Silva, 43 anos, levou um tiro na cabeça e morreu no ateliê de sapatos do qual era proprietário, na manhã de ontem, no bairro Amaral Ribeiro.

A polícia trabalha com a hipótese de latrocínio, já que os criminosos fugiram do local em uma moto levando R$ 6 mil. O dinheiro teria sido sacado pela vítima e pela mulher dele na véspera, para pagar contas da empresa.

De acordo com investigadores da Polícia Civil do município, o principal objetivo agora é entender como os bandidos sabiam da existência do dinheiro. A mulher do empresário, que testemunhou o crime, precisou ser hospitalizada em estado de choque.

Segundo a polícia, ela e o marido haviam ido bastante cedo para o ateliê. Por volta das 6h, ainda ligavam as máquinas e aguardavam a chegada de funcionários quando a dupla de assaltantes invadiu a empresa. Após anunciarem o assalto, Claudionor teria tentado resistir e acabou baleado.

Em maio, a empresária Ivete de Lima Petry, 41 anos, havia sido assassinada durante roubo a sua loja de roupas, localizada no mesmo bairro de Sapiranga. Naquela ocasião, dois suspeitos foram presos.

Postar um comentário