SEGURANÇA PÚBLICA - CONCEITO E OBJETIVO

No Sistema de Justiça Criminal, cada poder tem funções que interagem, complementam e dão continuidade ao esforço do outro na preservação da ordem pública e da incolumidade das pessoas e do patrimônio. A eficácia do sistema depende da harmonia e comprometimento dos Poderes de Estado em garantir a paz social. O Sistema de Justiça Criminal envolve leis claras e objetivas, prevenção de delitos, contenção, investigação, perícia, denuncia, defesa, processo legal, julgamento, sentença e a execução penal com objetivos e prioridades de reeducação, reintegração social e ressocialização do autor de ilicitudes. A finalidade do Sistema é garantir o direito da população à Justiça e à Segurança Pública, a celeridade dos processos e a supremacia do interesse público em que a justiça, a vida, a saúde, o patrimônio e o bem-estar das pessoas e comunidades são prioridades.

sexta-feira, 4 de julho de 2014

ROUBO A BANCO, TERROR E REFÉM NO INTERIOR DO RS

DIÁRIO GAÚCHO 03/07/2014 | 16h52

Homens armados roubam banco em Gramado Xavier. Uma pessoa chegou a ser feita refém, mas foi libertada pouco depois




Uma agência do banco Sicredi foi assaltada em Gramado Xavier, uma cidade de quase 4 mil habitantes na região do Vale do Rio Pardo, no início da tarde desta quinta-feira.

Às 14h05min dois homens armados quebraram as portas de vidro do banco com uma marreta, renderam o vigia e um deles levou o gerente para dentro do escritório para pegar o dinheiro. Outras duas pessoas faziam a vigia do lado de fora. Todos estavam mascarados.


De acordo com um funcionário do Sicredi, eles levaram dinheiro do estabelecimento, mas a quantia não foi informada.

Uma cliente foi pega como refém, mas liberada cerca de meia hora depois de os bandidos deixarem o local. Ninguém ficou ferido. A polícia faz buscas pela região.

03/07/2014 | 17h44

“Só fiquei pensando: tomara que não matem ninguém”, diz vítima de assalto a banco em Gramado Xavier. Quatro homens armados assaltaram uma agência do Sicredi durante a tarde


Às 14h05min desta quinta-feira, quatro homens armados assaltaram uma agência do banco Sicredi em Gramado Xavier, uma cidade de quase 4 mil habitantes no Vale do Rio Pardo. Uma das vítimas, que não quis se identificar, contou a ZH como foi o assalto. Confira abaixo:

"Eu estava sendo atendido no caixa na hora do assalto. Tinha ido fazer um depósito. De repente, o guarda do banco nos avisou gritando para a gente se preparar 'é um assalto, é um assalto'. Eram cerca de 10 pessoas dentro do banco. Coloquei meu celular no lixo e me deitei no chão, como o resto do pessoal. Eles quebraram a porta de vidro com uma marreta e dois deles entraram. O guarda foi rendido por um dos bandidos e o outro procurou o gerente. Estavam armados com uma espingarda calibre 12 ou um rifle, não sei bem, e uma pistola. Só fiquei pensando: 'tomara que não matem ninguém, tomara que não matem ninguém'.

O gerente saiu da sala e pediu para que eles tivessem calma. Um ficou com o gerente e o outro nos levou em fila para fora do banco e ficou nos apontando a arma. Ele pegou a colete à prova de bala do vigia e ficou usando. Todos estavam de máscara. Lá fora tinham mais dois assaltantes e um casal de idosos que eu acho que foram pegos como 'escudo' pouco antes do assalto. Se a gente olhava para eles, eles nos intimavam e ameaçavam.

Tudo deve ter demorados uns 10 minutos. Quando a gente estava do lado de fora, um dos assaltantes ficou na porta da agência gritando para o outro ser rápido. Dois me pareciam mais velhos e experientes e outros dois, mais novos.

Cinco minutos depois, o cara que estava dentro da agência saiu com um saco grande de dinheiro. Pegaram uma menina de cerca de 20 anos, mas liberaram pouco depois. Não machucaram ninguém. A polícia só apareceu depois de uns 15 minutos depois de eles irem embora."

Postar um comentário