SEGURANÇA PÚBLICA - CONCEITO E OBJETIVO

No Sistema de Justiça Criminal, cada poder tem funções que interagem, complementam e dão continuidade ao esforço do outro na preservação da ordem pública e da incolumidade das pessoas e do patrimônio. A eficácia do sistema depende da harmonia e comprometimento dos Poderes de Estado em garantir a paz social. O Sistema de Justiça Criminal envolve leis claras e objetivas, prevenção de delitos, contenção, investigação, perícia, denuncia, defesa, processo legal, julgamento, sentença e a execução penal com objetivos e prioridades de reeducação, reintegração social e ressocialização do autor de ilicitudes. A finalidade do Sistema é garantir o direito da população à Justiça e à Segurança Pública, a celeridade dos processos e a supremacia do interesse público em que a justiça, a vida, a saúde, o patrimônio e o bem-estar das pessoas e comunidades são prioridades.

quarta-feira, 27 de agosto de 2014

AS TROCAS SILENCIOSAS

O SUL Porto Alegre, Quarta-feira, 27 de Agosto de 2014.

 
WANDERLEY SOARES


Mudanças nas cúpulas de unidades da segurança pública são feitas sem qualquer satisfação para a sociedade, a não ser quando são parte de um projeto de marketing



Uma das desatenções dos governantes com a sociedade é a de fazer trocas de delegados distritais e de comandos de unidades da Brigada Militar como se isso fosse apenas do interesse interno do Piratini e/ou da pasta da Segurança Pública. Em verdade, titulares de delegacias e comandantes de batalhões da Brigada são pessoas que mantêm, ou pelo menos deveriam manter, contatos diretos e permanentes com lideranças das comunidades para as quais devem, sim, constantemente, satisfações, de seus projetos, até mesmo para a busca de crescente e sólida interação. Isso não acontece. As trocas são feitas quase que à socapa, surpreendendo, por vezes, até mesmo os próprios policiais removidos, a não ser quando há interesses pontuais marcados por estratégias de marketing. Enfim, a sociedade é apenas um detalhe. Sigam-me


1 BPM


O major Antônio Carlos Maciel Rodrigues Júnior, um dos sete oficiais superiores mais antigos em sua graduação, antes de completar um ano como subcomandante do 1 BPM, foi removido para uma atividade burocrática no Centro de Logística por decisão do comandante-geral da Brigada Militar, coronel Fabio Duarte Fernandes. Está pronto para assumir o lugar de Maciel o major José Carlos Pacheco, que sairá do comando do chamado Território da Paz da Vila Cruzeiro


Tornozeleira


Um homem de 39 anos foi preso em Porto Alegre em atuação no tráfico de drogas e com o uso de tornozeleira eletrônica. Ele foi flagrado em casa, na vila Bom Jesus. A prisão, feita pelo Denarc (Departamento Estadual de Narcóticos), ocorreu após denúncia anônima


Crime e castigo


Uma operação da Brigada Militar no bairro Serraria, na Zona Sul de Porto Alegre, culminou com a morte de um bandido e a prisão de outro. Durante abordagem policial, a dupla chegou a fazer uma família refém, que foi logo liberada. Houve perseguição e troca de tiros. Willian Silva de Melo, 21 anos, foi baleado e morreu no Hospital de Pronto Socorro. Ele era acusado de cinco homicídios na região. Outro homem não teve o nome revelado


Vigilantes assaltados


Dois vigilantes tiveram as armas roubadas, no final da noite de segunda-feira, na Zona Norte de Porto Alegre. Eles cuidavam de uma área na avenida João Moreira Maciel, perto da Arena do Grêmio, quando foram abordados por três homens armados. Os vigilantes trabalham para a Superintendência de Portos e Hidrovias. Os bandidos chegaram em um Focus e levaram duas armas, dois coletes balísticos e munição. Ninguém se feriu


Surpresa


Saiu no Diário Oficial do Estado de ontem a dispensa da função gratificada de secretário adjunto da Secretaria da Segurança Pública do simpático Juarez Pinheiro, que, entre outras qualidades, é um orador arrebatador de plateias. Pinheiro, em uma de suas oratórias, em nome do governo, chegou a fixar data para a desativação do Presídio Central, que seria em sua gestão.


O SUL DE 28/08/2014 - WANDERLEY SOARES...

Pinheiro em férias

Recebi em minha torre mensagem do secretário-adjunto da Secretaria da Segurança Pública do RS, Juarez Pinheiro, que veiculo na íntegra com a satisfação de saber que ele continua firme naquela pasta. Escreveu Pinheiro: "Caro jornalista Wanderley Soares. Ao cumprimentá-lo, considerando que tenho uma vida política de mais de 30 anos da qual muito me orgulho, tendo passado, entre outros, pela direção do GHC [Grupo Hospitalar Conceição], ter sido vereador por oito anos, assessor federativo do Ministério da Justiça, coordenador jurídico do Ministério de Desenvolvimento Social e Combate a Fome - MDS; e o fato de ter saído em sua prestigiada coluna do nosso querido jornal O Sul, que sugere que eu estaria saindo da Secretaria de Segurança Adjunta do Rio Grande do Sul, solicito que a matéria publicada no dia de hoje [ontem], 27/08/14, seja complementada com a razão do meu afastamento por 30 dias. É que, como todo trabalhador brasileiro, tenho direito a 30 (trinta) dias de férias. Meu afastamento publicado no Diário Oficial refere-se a esse tema. Parabenizo vossa senhoria por suas crônicas envolvendo o tema da segurança pública, bem como seus devaneios intelectuais publicados na coluna do jornal todos os domingos"

Postar um comentário