SEGURANÇA PÚBLICA - CONCEITO E OBJETIVO

No Sistema de Justiça Criminal, cada poder tem funções que interagem, complementam e dão continuidade ao esforço do outro na preservação da ordem pública e da incolumidade das pessoas e do patrimônio. A eficácia do sistema depende da harmonia e comprometimento dos Poderes de Estado em garantir a paz social. O Sistema de Justiça Criminal envolve leis claras e objetivas, prevenção de delitos, contenção, investigação, perícia, denuncia, defesa, processo legal, julgamento, sentença e a execução penal com objetivos e prioridades de reeducação, reintegração social e ressocialização do autor de ilicitudes. A finalidade do Sistema é garantir o direito da população à Justiça e à Segurança Pública, a celeridade dos processos e a supremacia do interesse público em que a justiça, a vida, a saúde, o patrimônio e o bem-estar das pessoas e comunidades são prioridades.

domingo, 17 de agosto de 2014

ASSASSINATO DE ADOLESCENTE MOBILIZA COLEGAS PELA PAZ

DIÁRIO GAÚCHO 15/08/2014 | 15h48

Eduardo Torres

Mais de 400 jovens participam de caminhada pela paz no Centro de Gravataí. Colegas da escola Nicolau Chiavaro Neto organizaram, no começo da tarde desta sexta, caminhada pedindo justiça após o assassinato da adolescente Maria Aline Ourique da Silva


Pais de Maria Aline participaram do protestoFoto: Bruno Alencastro / Agencia RBS


Vestidos de branco e empunhando cartazes com pedidos de justiça, pelo menos 400 jovens da escola Nicolau Chiavaro Neto, Nossa Senhora dos Anjos e Dom Feliciano, todos do Centro de Gravataí, fizeram uma caminhada pacífica pelo bairro no começo da tarde desta sexta. Eles pediam justiça, uma semana depois do assassinato da adolescente Maria Aline Ourique da Silva, 15 anos, encontrada morta, e com sinais de violência sexual.

Maria Aline era estudante da 8ª série na escola Nicolau e desapareceu no caminho para a aula, no começo da tarde de sexta passada. No final daquela tarde, o corpo dela foi encontrado em um descampado do Distrito Industrial de Alvorada. O caso é apurado pela Delegacia de Homicídios de Alvorada, que ainda não tem suspeitos.

Na tarde de sábado, uma nova manifestação, organizada pela família da menina, deve partir da Igreja Nossa Senhora dos Anjos, também no Centro da cidade.


15/08/2014 | 07h01

Jovem morta em Alvorada foi atacada a poucos metros da escola, em Gravataí. Polícia tem convicção de que Maria Aline, morta há uma semana, foi raptada no Centro de Gravataí. Investigadores procuram imagens da região


Maria Aline Ourique da Silva, 15 anos, foi estuprada e morta depois de ser raptada em GravataíFoto: Divulgação / Arquivo Pessoal

Eduardo Torres


Passada uma semana do assassinato da adolescente Maria Aline Ourique da Silva, 15 anos, a polícia já tem ao menos uma certeza, que poderá facilitar as investigações: ela foi arrebatada pelo criminoso no Centro de Gravataí. O Diário Gaúcho publicou a notícia na segunda-feira.

O depoimento de uma amiga à Delegacia de Homicídios de Alvorada confirmou que no começo da tarde da última sexta, quando caminhava para a escola, Maria foi vista passar na frente de outro colégio da cidade, a menos de 1km do Nicolau Chiavaro Neto.

– Suspeitávamos que ela pudesse ter sido atacada em uma área mais descampada, próxima da sua residência, mas foi em um ponto extremamente movimentado naquele horário _ afirma o chefe da investigação, Felintho Souza

Com isso, fica reforçada a hipótese de que Maria possa ter sido carregada por alguém que conhecia, ou pelo menos não desconfiava.

– Dificilmente alguém pegaria uma pessoa a força, no Centro, sem ser notada _ diz o policial.

Agora, os investigadores procuram por imagens de câmeras de monitoramento na região que possam mostrar o momento em que Maria Aline supostamente entrou em um carro. E o raio dessa procura ficou bem mais limitado.

Ela foi levada pelo matador em uma área inferior a 1km, que daria, no máximo, 10 minutos de caminhada até a sua escola.

No começo da tarde da última sexta, Maria Aline saiu a pé de casa, no Bairro Parque Residencial Conceição, em direção à escola Nicolau Chiavaro Neto, no Centro de Gravataí. Levaria cerca de 30 minutos de caminhada, mas não chegou ao seu destino. Foi encontrada morta, com sinais de violência sexual e estrangulamento, em um descampado no Distrito Industrial de Alvorada.

Informações preliminares deram conta de que um Uno teria aparecido com a menina em Alvorada, mas a polícia não tem essa confirmação.

Colegas farão caminhada pela paz

O horário em que Maria Aline deveria entrar para mais um dia de aula na 8ª série da escola Nicolau Chiavaro Neto, às 13h30min, virará um marco para os seus amigos.

Será neste horário, hoje, que os estudantes, reforçados por alunos de outras escolas de Gravataí, pretendem partir em caminhada pelas ruas do Centro a partir da Nicolau Chiavaro Neto. Eles vestirão branco em sinal de paz. O objetivo é exigir justiça.

Postar um comentário