SEGURANÇA PÚBLICA - CONCEITO E OBJETIVO

No Sistema de Justiça Criminal, cada poder tem funções que interagem, complementam e dão continuidade ao esforço do outro na preservação da ordem pública e da incolumidade das pessoas e do patrimônio. A eficácia do sistema depende da harmonia e comprometimento dos Poderes de Estado em garantir a paz social. O Sistema de Justiça Criminal envolve leis claras e objetivas, prevenção de delitos, contenção, investigação, perícia, denuncia, defesa, processo legal, julgamento, sentença e a execução penal com objetivos e prioridades de reeducação, reintegração social e ressocialização do autor de ilicitudes. A finalidade do Sistema é garantir o direito da população à Justiça e à Segurança Pública, a celeridade dos processos e a supremacia do interesse público em que a justiça, a vida, a saúde, o patrimônio e o bem-estar das pessoas e comunidades são prioridades.

sexta-feira, 1 de agosto de 2014

AUMENTO DE ROUBOS E HOMICÍDIOS NO RS



CLIC RBS, CASOS DE POLÍCIA, 01 de agosto de 2014


* Cid Martins e Eduardo Cardozo


Sete dos dez maiores municípios do Rio Grande do Sul registram aumento nos roubos e homicídios



Dos dez maiores municípios gaúchos, levando em consideração o último censo do IBGE, sete tiveram aumento no número de homicídios e oito no número de furtos e roubos de veículos no primeiro semestre deste ano. Os dados da Secretaria de Segurança do Rio Grande do Sul são comparativos com o mesmo período de 2013.

Homicídios

Dos sete municípios que tiveram aumento no número de homicídios, a diferença mais expressiva foi em Rio Grande, no Sul do Estado. Em 2013 foram 10 homicídios nos primeiros seis meses contra 26 no mesmo período deste ano, o que representa um aumento de 160%.

Em São Leopoldo, no Vale do Sinos, o aumento foi de 114% na comparação com o primeiro semestre do ano passado. Na Região Central, Santa Maria apresentou aumento de 158%no mesmo período comparado com 2013. Gravataí, que superou neste ano Alvorada no número de assassinatos na Região Metropolitana, registrou aumento de 28% nos homicídios. Na capital, o aumento foi de 27%, foram registrados 219 nos primeiros seis meses de 2013 e 279 no mesmo período de 2014.

Caxias do Sul, na Serra, registrou queda de 4% neste tipo de crime. Os outros dois que tiveram redução neste índice de criminalidade foram Canoas e Viamão. Segundo o secretário de Segurança Pública, Airton Michels, o perfil dos assassinos é o mesmo das vítimas, e que a maioria dos crimes ocorre na Região Metropolitana.

Furto e Roubo de Veículos

De acordo com os dados do governo gaúcho, das dez maiores cidades, oito tiveram aumento nos furtos e roubos de veículos. São Leopoldo e Viamão, ambas com 36%, tiveram os maiores registros no primeiro semestre do ano em relação ao mesmo período de 2013. Logo depois aparecem Canoas e Rio Grande, ambas com 27% de aumento. Porto Alegre teve uma elevação de 1,5% neste índice de criminalidade. Foram 5.256 casos nos primeiros seis meses do ano contra 5.178 no mesmo período de 2013. Na capital, assim como na cidade de Canoas, há uma diferença em relação aos outros oito municípios. Estas duas cidades têm mais roubos do que furtos de veículos.

Os dois dos dez maiores municípios do estado que tiveram queda nos furtos e roubos de veículos são Caxias do Sul, com 6,44%, e Santa Maria, com um índice elevado de redução, totalizando 38%.



Homicídios aumentam 22% e roubo de carros 9% durante o semestre no Rio Grande do Sul


A Secretaria de Segurança do Rio Grande do Sul (RS) publicou no site os dados estatísticos relativos ao primeiro semestre deste ano. Os homicídios, furtos e roubos de veículos, bem como furtos e roubos em geral aumentaram em relação aos primeiros seis meses de 2013. Sobre veículos, um é furtado e roubado a cada 20 minutos no estado. Já os casos de latrocínio (matar para roubar) diminuíram.

Homicídios

Os homicídios aumentaram 22% no primeiro semestre de 2014 na comparação com o mesmo período de 2013. São 960 homicídios, contra 1169 neste ano. Apesar do aumento, o Estado saiu do décimo para o quarto menor índice entre os 26 estados e Distrito Federal.

No Brasil, a média é de 154 assassinatos por dia. As principais vítimas de homicídios são jovens do sexo masculino entre 15 e 29 anos e negros. No mês de junho de 2013, foram registrados 122 homicídios no Estado. Em 2014 esse número aumento, alcançando 168 homicídios.

Latrocínios

Os casos de latrocínio tiveram queda de 1,72%. Nos primeiros seis meses do ano passado foram 58 casos e no mesmo período de 2014 foram 57.

Homicídios de Trânsito

Foram 9 caos no primeiro semestre de 2013 e 11 nos seis primeiros meses deste ano. Aumento de 22%.

Furtos e Roubos de Veículos

O RS registrou um aumento de 9% neste tipo de crime no primeiro semestre deste ano em relação ao mesmo período de 2013. Foram 15.903 casos contra 14.552. O estado registra média de um roubo e furto de veículos a cada 20 minutos. As cidades que mais registraram este tipo de ocorrência de janeiro a junho foram Porto Alegre, Novo Hamburgo e Caxias do Sul. Logo depois aparecem Gravataí, São Leopoldo e Pelotas. Os furtos têm mais registros do que roubos, com exceção em Porto Alegre, onde as quadrilhas optam por roubar.

Na capital, assim como em todo o estado, este tipo de crime também teve aumento nos primeiros seis meses de 2014. Aumento de 1,44%. Foram registrados 3.218 roubos de veículos no semestre e 2.038 furtos, total de 5.256. No primeiro semestre do ano passado, Porto Alegre teve 5.181 furtos e roubos de veículos.

Furtos e Roubos em geral


Houve um aumento de 3%. No primeiro semestre deste ano foram registrados no RS111.728 casos contra 108.236.



Postar um comentário