SEGURANÇA PÚBLICA - CONCEITO E OBJETIVO

No Sistema de Justiça Criminal, cada poder tem funções que interagem, complementam e dão continuidade ao esforço do outro na preservação da ordem pública e da incolumidade das pessoas e do patrimônio. A eficácia do sistema depende da harmonia e comprometimento dos Poderes de Estado em garantir a paz social. O Sistema de Justiça Criminal envolve leis claras e objetivas, prevenção de delitos, contenção, investigação, perícia, denuncia, defesa, processo legal, julgamento, sentença e a execução penal com objetivos e prioridades de reeducação, reintegração social e ressocialização do autor de ilicitudes. A finalidade do Sistema é garantir o direito da população à Justiça e à Segurança Pública, a celeridade dos processos e a supremacia do interesse público em que a justiça, a vida, a saúde, o patrimônio e o bem-estar das pessoas e comunidades são prioridades.

quinta-feira, 14 de agosto de 2014

BALA PERDIDA DE CONFRONTO ENTRE PM E BANDIDOS ATINGE ESTUDANTE DENTRO DA SALA DE AULA


Armas de PMs são recolhidas para perícia após jovem ser atingido em escola na Cidade de Deus. Tiago da Silva Batista, de 15 anos, foi baleado na cabeça dentro da sala de aula

POR WALESKA BORGES
O GLOBO 14/08/2014 11:18 


Tiago da Silva Batista foi baleado dentro de escola, na Cidade de Deus - Álbum de família

RIO - As armas dos policiais militares que participaram de um confronto com bandidos na localidade conhecida como Caratê, na Cidade de Deus, nesta quarta-feira, foram apreendidas e encaminhadas para confronto balístico. O tiroteio aconteceu no momento em que Tiago da Silva Batista, de 15 anos, foi atingido por uma bala perdida dentro de uma escola na região. Segundo a Polícia Civil, as investigações estão em andamento na 32ª DP (Taquara).

A perícia já foi realizada no local, e testemunhas foram ouvidas. Os policiais envolvidos no confronto já prestaram depoimento na unidade. A bala foi retirada da vítima e encaminhada para a perícia. O calibre ainda vai ser confirmado pela análise técnica.

ADOLESCENTE COMEÇA A SE RECUPERAR

Tiago foi baleado dentro de sala de aula na Escola Municipal Alberto Rangel, na Rua José de Arimatéia. Ele foi atingido na cabeça, e de acordo com a assessoria da Secretaria Municipal de Saúde, o adolescente continua internado na unidade semi-intensiva Hospital Municipal Miguel Couto, no Leblon. O seu estado de saúde é estável, mais ainda é considerado grave.

Apesar disso, Tiago já fala e pediu para comer macarrão. A informação é do pai dele, o motorista Josimar Batista Macena, de 36 anos. De acordo com informações do jornal Extra, Josimar passou a noite ao lado do filho, na unidade semi-intensiva do Hospital Miguel Couto, e viu quando o menino abriu os olhos pela primeira vez depois de se submeter a uma cirurgia para a retirada da bala.

— Ele pediu para ir para casa e logo depois disse: “Quero comer macarrão”. Senti um alívio imenso ao ouvi-lo falar. Eu só tenho que agradecer a Deus — contou ele, que deixou o hospital na manhã desta quinta-feira, ao Extra. — Estou me revezando com a minha esposa. Ela fica com ele durante o dia, e eu, durante a noite.

O motorista disse ter ouvido dos médicos que o filho teve muita sorte. Segundo Josimar, a bala penetrou três centímetros no cérebro do adolescente, próxima a uma região que poderia provocar sequelas na visão.

— Mas ele está enxergando direitinho. Também já mexeu os braços e as pernas — disse.

Na quarta-feira, a Coordenadoria de Polícia Pacificadora (CPP) chegou a informar, numa nota, que não houve confronto entre policiais e traficantes no momento em que o menino foi atingido. No fim da noite da quarta-feira, porém, a Unidade de Polícia Pacificadora confirmou que foi registrado um confronto. Policiais teriam sido atacados por criminosos armados na localidade conhecida como Caratê. Um homem chegou a ser preso no confronto.

A Secretaria municipal de Educação informou que a Escola Alberto Rangel funciona normalmente nesta quinta-feira, mais é baixa a frequência dos alunos.

ALUNOS FICARAM EM ESTADO DE CHOQUE

Aluno do 7º ano, Tiago estava numa sala do terceiro andar da escola quando a bala atravessou uma janela. Ao verem o adolescente ensanguentado no chão, seus colegas começaram a gritar por socorro. Houve correria e, segundo funcionários, vários jovens ficaram em estado de choque.

Madrasta do estudante, Edna Isaías contou que cria Tiago desde que ele era pequeno. Chorando, disse que foi difícil acreditar no que aconteceu na escola:

— Sei que a gente corre perigo em qualquer lugar, mas como poderia imaginar que isso aconteceria dentro de uma sala de aula?

Segundo ela, Tiago começaria a treinar no Projeto Zico 10, na própria Cidade de Deus, esta semana.



Read more: http://oglobo.globo.com/rio/armas-de-pms-sao-recolhidas-para-pericia-apos-jovem-ser-atingido-em-escola-na-cidade-de-deus-13600375#ixzz3ANk7EKGl
Postar um comentário