SEGURANÇA PÚBLICA - CONCEITO E OBJETIVO

No Sistema de Justiça Criminal, cada poder tem funções que interagem, complementam e dão continuidade ao esforço do outro na preservação da ordem pública e da incolumidade das pessoas e do patrimônio. A eficácia do sistema depende da harmonia e comprometimento dos Poderes de Estado em garantir a paz social. O Sistema de Justiça Criminal envolve leis claras e objetivas, prevenção de delitos, contenção, investigação, perícia, denuncia, defesa, processo legal, julgamento, sentença e a execução penal com objetivos e prioridades de reeducação, reintegração social e ressocialização do autor de ilicitudes. A finalidade do Sistema é garantir o direito da população à Justiça e à Segurança Pública, a celeridade dos processos e a supremacia do interesse público em que a justiça, a vida, a saúde, o patrimônio e o bem-estar das pessoas e comunidades são prioridades.

sexta-feira, 22 de agosto de 2014

FUNKEIRO ASSASSINADO EM PORTO ALEGRE

DIÁRIO GAÚCHO 22/08/2014 | 11h03

Eduardo Torres

MC Guizinho é encontrado morto a tiros na Zona Sul de Porto Alegre. Funkeiro conhecido na Zona Sul foi executado a tiros e teve o corpo arrastado, no Bairro Vila Nova



MC Guizinho começava a fazer sucesso no funkFoto: Divulgação / Arquivo Pessoal



Foi identificado na manhã dessa sexta-feira como Guilherme Kaue Marques da Silva, o MC Guizinho, 21 anos, um jovem encontrado morto com pelo menos oito tiros _ a maior parte na cabeça _ na Rua Benjamin Moresco, Bairro Vila Nova, na Zona Sul de Porto Alegre, no final da madrugada.

O crime teria acontecido por volta das 2h30min, quando moradores da região ouviram os disparos. O corpo estava envolvido em um saco e teria sido arrastado por alguns metros.

De acordo com o delegado Rodrigo Pohlmann, que investiga o caso pela 4ª DHPP, a primeira suspeita é de algum tipo de acerto de contas.

MC Guizinho era cantor de funk, conhecido principalmente na Zona Sul da Capital. Conforme a polícia, ele tinha antecedentes criminais.


DIÁRIO GAÚCHO

Comentar0
Corrigir
Imprimir
Postar um comentário