SEGURANÇA PÚBLICA - CONCEITO E OBJETIVO

No Sistema de Justiça Criminal, cada poder tem funções que interagem, complementam e dão continuidade ao esforço do outro na preservação da ordem pública e da incolumidade das pessoas e do patrimônio. A eficácia do sistema depende da harmonia e comprometimento dos Poderes de Estado em garantir a paz social. O Sistema de Justiça Criminal envolve leis claras e objetivas, prevenção de delitos, contenção, investigação, perícia, denuncia, defesa, processo legal, julgamento, sentença e a execução penal com objetivos e prioridades de reeducação, reintegração social e ressocialização do autor de ilicitudes. A finalidade do Sistema é garantir o direito da população à Justiça e à Segurança Pública, a celeridade dos processos e a supremacia do interesse público em que a justiça, a vida, a saúde, o patrimônio e o bem-estar das pessoas e comunidades são prioridades.

domingo, 17 de agosto de 2014

O NOVO POLICIAMENTO

Porto Alegre, Domingo, 17 de Agosto de 2014.

O novo policiamento. Segunda-feira com mais segurança



O interior do Estado será contemplado com estrutura temporária

Teremos, então, em Porto Alegre, a partir de amanhã, mais 150 ou 200 brigadianos a mais em nossas ruas. A imprecisão dos números decorre do próprio anúncio oficial. Sobre isso, segundo consigo interpretar do alto de minha torre, como um humilde marquês, deverão ser 150 profissionais vindos do interior do Estado e 50 retirados, excepcionalmente, dos serviços burocráticos da própria Capital, entre estes, alguns gordinhos não afeitos às naturais caçadas de bandidos que exigem um bom preparo físico e psicológico.


Nesta moldura, não posso deixar de reconhecer o desprendimento dos policiais que são deslocados de suas cidades de origem, onde estão seus familiares, suas residências, para virem parar improvisadamente em alojamentos arrumados apressadamente na Capital, além de receberam diárias aviltantes em relação à responsabilidade que lhes é atribuída. No entanto, em vésperas de eleições e quando a população ainda está saudosa do policiamento que homenageou a dona Fifa, "la noblesse oblige". Mas não posso deixar de anotar, até para que ninguém arrisque desprezar a inteligência dos cidadãos, que Porto Alegre precisaria, hoje, no mínimo, de mais um mil policiais nas ruas e, amanhã, improvisadamente, receberá 150, talvez 200. Sigam-me


Cálculos frios


Dentro desta estratégia de tirar policiais do interior do Estado para colocar na Capital, é notável uma explicação oficial sobre os critérios a serem ativados. Foi dito, com todas as letras, que serão deslocados PMs de cidades que apresentam menor índice de ocorrências. Ora, meus caros, o raciocínio lógico aponta para o fato de que onde há policiais há menos ocorrências. Então, aquilo que está funcionando no interior passará a ter estrutura temporária e temerária. Tudo isso, friamente calculado


Bandidos


Cinco assaltantes foram presos durante a madrugada de ontem, no bairro Glória, após o roubo de um veículo. O carro, um HB20, foi deixado na avenida Ester e os moradores da região acionaram a Brigada. Os criminosos chegaram em um Palio para retirar o carro do local e não perceberam a presença dos policiais. Um dos bandidos foi preso ao acionar o alarme do veículo. Os PMs prenderam os outros quatro bandidos que estavam em outro carro. Dois eram adolescentes.


Advogado


Depois de dirigir embriagado e se envolver numa colisão na noite de sexta-feira, em Porto Alegre, um advogado foi preso na esquina da avenida Ipiranga com a Erico Verissimo, por volta das 22h. De acordo com a Brigada Militar, o bacharel estava dirigindo uma Ecosport e bateu na traseira de um Corsa. Populares notaram que o motorista sequer conseguia descer do carro e esconderam a chave do veículo até a chegada da EPTC e da Brigada. O teste do bafômetro apontou índice superior a 0,50 miligramas de álcool por litro de sangue, quase o dobro do que é considerado crime de trânsito. O advogado pagou fiança e foi liberado.
Postar um comentário