SEGURANÇA PÚBLICA - CONCEITO E OBJETIVO

No Sistema de Justiça Criminal, cada poder tem funções que interagem, complementam e dão continuidade ao esforço do outro na preservação da ordem pública e da incolumidade das pessoas e do patrimônio. A eficácia do sistema depende da harmonia e comprometimento dos Poderes de Estado em garantir a paz social. O Sistema de Justiça Criminal envolve leis claras e objetivas, prevenção de delitos, contenção, investigação, perícia, denuncia, defesa, processo legal, julgamento, sentença e a execução penal com objetivos e prioridades de reeducação, reintegração social e ressocialização do autor de ilicitudes. A finalidade do Sistema é garantir o direito da população à Justiça e à Segurança Pública, a celeridade dos processos e a supremacia do interesse público em que a justiça, a vida, a saúde, o patrimônio e o bem-estar das pessoas e comunidades são prioridades.

domingo, 10 de agosto de 2014

TRÊS JOVENS SÃO BALEADOS EM SAÍDA DE FESTA

ZERO HORA 10/08/2014 | 10h42

Três jovens são baleados em saída de festa na Zona Sul. Vítimas teriam se envolvido em briga, durante rave em um sítio, e foram encaminhados para o HPS

por Carlos Wagner


A briga na saída de uma festa rave, que resultou em três jovens feridos a tiros, no amanhecer deste domingo, será investigada pela Polícia Civil. O episódio aconteceu em um sítio na Estrada das Quirinas, no bairro Pinheiro, Zona Sul da Capital, por volta das 5h40min.

O nome dos feridos não foi divulgado pela Brigada Militar (BM), que atendeu a ocorrência. Entre eles, inclusive, haveria um adolescente.

As vítimas receberam o primeiro atendimento no Hospital da Restinga e, durante a manhã, foram transferidas para Hospital de Pronto Socorro (HPS). Ainda não existem informações oficiais a respeito da gravidade dos ferimentos, porque ainda estão em atendimento, informou o HPS.

Não foi preso nenhum suspeito pelos disparos e as informações sobre a briga são escassas e imprecisas.

— A única certeza que temos é que o grupo foi baleado quando saía da festa —comentou o Márcio Castro, soldado do 21º Batalhão de Polícia Militar (21º BPM).
Postar um comentário