SEGURANÇA PÚBLICA - CONCEITO E OBJETIVO

No Sistema de Justiça Criminal, cada poder tem funções que interagem, complementam e dão continuidade ao esforço do outro na preservação da ordem pública e da incolumidade das pessoas e do patrimônio. A eficácia do sistema depende da harmonia e comprometimento dos Poderes de Estado em garantir a paz social. O Sistema de Justiça Criminal envolve leis claras e objetivas, prevenção de delitos, contenção, investigação, perícia, denuncia, defesa, processo legal, julgamento, sentença e a execução penal com objetivos e prioridades de reeducação, reintegração social e ressocialização do autor de ilicitudes. A finalidade do Sistema é garantir o direito da população à Justiça e à Segurança Pública, a celeridade dos processos e a supremacia do interesse público em que a justiça, a vida, a saúde, o patrimônio e o bem-estar das pessoas e comunidades são prioridades.

segunda-feira, 29 de setembro de 2014

GRANDE FLORIANÓPOLIS DE NOVO REFÉM DO TERROR

ZERO HORA  29/09/2014


Grande Florianópolis sofre novos ataques na noite deste domingo. Ônibus incendiado em Florianópolis, micro-ônibus é alvo de coquetel molotov em Tijucas e base da PM no bairro Aririú, em Palhoça, é alvejada de balas



Ônibus da empresa Insular foi incendiado no bairro Saco dos Limões, na noite de domingo Foto: Alvarélio Kurossu / Agencia RBS


Três novos ataques foram registrados pela Polícia Militar neste domingo na Grande Florianópolis. Um ônibus da Insular foi incendiado no Saco dos Limões, na Capital, às 23h10. Algumas horas antes, dois homens jogaram um coquetel molotov dentro de um micro-ônibus em Tijucas. A base da PM no bairro Aririú, em Palhoça, também foi atacada e foi alvo de pelo menos três tiros. Já são 10 ocorrências de atentados na Grande Florianópolis desde sexta-feira. A PM ainda não confirmou se todos os casos estão relacionados.


Mais um ônibus foi incendiado na Grande Florianópolis neste domingo. O veículo incendiado estava na rua Jerônimo José Dias, bairro Saco dos Limões, próximo ao túnel. Segundo moradores, o veículo era da empresa Insular e estava indo em direção ao Centro, quando foi atacado às 23h10. Uma passageira, além do motorista e do cobrador, estavam no ônibus no momento do atentado. Os bandidos roubaram os três antes de atearem fogo.

Oito bombeiros do Batalhão do Centro de Florianópolis, com o auxílio de um caminhão, combateram as chamas. O fogo foi logo controlado após sua chegada, por volta das 23h30min. De acordo com eles, nenhuma das pessoas que estava no veículo se feriu.

Um micro-ônibus que estava estacionado na rua Alagoas, no bairro Universitário de Tijucas também foi alvo de bandidos neste domingo. A ocorrência foi às 21h30. Os Bombeiros do município informaram que moradores do bairro conseguiram controlar o princípio de incêndio. As duas pessoas fugiram em uma moto, que foi abandonada em uma avenida próxima, e depois seguiram de carro. A PM chegou a perseguir o carro, mas não conseguiu interceptar os fugitivos. No local do incêndio ficaram alguns pertences, como mochilas e materiais usados na ação.


O outro ataque foi na base da PM no bairro Aririú, em Palhoça, que foi alvo de três tiros por volta das 21h46 deste domingo. De acordo com a polícia, os autores dos disparos fugiram do local. Nenhum oficial estava de plantão no momento do atentado. Moradores ouviram os tiros e avisaram a polícia. Durante os atentados de 2012, a mesma base sofreu um ataque semelhante.

Polícia está em alerta

Após os ataques dos últimos dias, a PM redobrou a atenção para as ocorrências e intensificou as barreiras. O policiamento nas garagens do transporte coletivo também foi reforçado e os ônibus da noite terão acompanhamento da polícia. A PM também orienta que os postos não vendam combustível em garrafas ou outros tipos de vasilhames.

Cronologia dos crimes

Sexta-feira (26):

- 23h - Um ônibus da empresa Jotur foi incendiado na rua Germano Sprícigo, no bairro Caminho Novo, em Palhoça. Cerca de 20 passageiros estavam no veículo. Os criminosos mandaram que todos descessem e com um galão de gasolina colocaram fogo no ônibus. De acordo com a polícia, os criminosos disseram ao passageiros que o ataque foi feito pelo Primeiro Grupo Catarinense (PGC).

- 23h - Dois homens assaltaram um coletivo na avenida Santa Catarina, bairro Bela Vista, em São José. Os assaltantes levaram todo o dinheiro do caixa. Em seguida, tentaram atear fogo no veículo da empresa Biguaçu, linha Bela Vista, mas a própria população apagou o incêndio.

Domingo (28):

- 1h - Dois homens em uma motocicleta atiraram um coquetel molotov na bomba de combustível do Posto Cambirela, em Palhoça. O fogo foi apagado por um vigilante.

- 2h40min - A casa de um policial militar, no bairro Serraria, em São José, foi atingida por três disparos. Dois tiros atingiram a janela de um quarto e um quebrou outra janela. Os disparos teriam sido efetuados por dois homens de moto que conseguiram fugir.

- 2h45min - A guarita do depósito da Polícia Civil foi atingida por três disparos no bairro Areias, em São José. Segundo uma testemunha, os tiros foram dados por dois homens, que fugiram de moto.

- 3h15min - Dois homens atiraram quatro vezes contra a casa de um PM no bairro Serraria, em São José. O carro do agente foi atingido por três tiros. Ele estava em horário de serviço na hora do atentado.

- 7h15min - Um ônibus pegou fogo na avenida das Margaridas, bairro Serraria, em São José. Não houve feridos. De acordo com a Polícia Militar, 10 homens seriam responsáveis pelo ataque.

- 21h30min - Bandidos tentam atear fogo em micro-ônibus que estava estacionado na rua Alagoas, em Tijucas. Moradores da região controlaram o princípio de incêndio.

- 21h46 - Base da PM no bairro Aririú, em Palhoça, é alvo de disparos. Criminosos fugiram do local. Ninguém ficou ferido.

- 23h10 - Ônibus da empresa Insular é incendiado no Saco dos Limões, em Florianópolis.


Postar um comentário