SEGURANÇA PÚBLICA - CONCEITO E OBJETIVO

No Sistema de Justiça Criminal, cada poder tem funções que interagem, complementam e dão continuidade ao esforço do outro na preservação da ordem pública e da incolumidade das pessoas e do patrimônio. A eficácia do sistema depende da harmonia e comprometimento dos Poderes de Estado em garantir a paz social. O Sistema de Justiça Criminal envolve leis claras e objetivas, prevenção de delitos, contenção, investigação, perícia, denuncia, defesa, processo legal, julgamento, sentença e a execução penal com objetivos e prioridades de reeducação, reintegração social e ressocialização do autor de ilicitudes. A finalidade do Sistema é garantir o direito da população à Justiça e à Segurança Pública, a celeridade dos processos e a supremacia do interesse público em que a justiça, a vida, a saúde, o patrimônio e o bem-estar das pessoas e comunidades são prioridades.

segunda-feira, 1 de setembro de 2014

MATADOR DO CARTUNISTA E FILHO É PRESO POR SUSPEITA DE LATROCÍNIO

DO R7, 01/9/2014 às 17h26


Acusado de matar cartunista Glauco é preso por suspeita de latrocínio em Goiânia. Crime aconteceu um ano após Carlos Eduardo deixar clínica de tratamento psiquiátrico




Carlos Eduardo Sundfeld Nunes foi internado por dois anos pela morte de cartunista e o filho. Divulgação Polícia Civil

O autor das mortes do cartunista Glauco Villas Boas e o seu filho Raoni Villas Boas em 2010 foi preso nesta segunda-feira (1º) por suspeita de outro crime, desta vez na cidade de Goiânia, Goiás.

De acordo com a Polícia Militar, Carlos Eduardo Sundfeld Nunes, de 29 anos, o Cadu, e Ricardo Pimenta de Andrade roubaram e mataram um jovem de 21 anos.

Assassino confesso de Glauco, Cadu foi considerado inimputável — ou seja, ele não podia responder pelos seus atos — por ter uma doença mental. Após cumprir uma internação de três anos em clínica psiquiátrica, foi liberado pela Justiça no ano passado.

Agora, os policiais goianos chegaram até Carlos Eduardo durante uma ronda pela cidade, quando o avistaram com o outro suspeito no veículo roubado e iniciaram a perseguição. Na fuga, o motorista perdeu o controle e parou após subir na calçada e bater em um muro.

A reportagem procurou a família, mas ninguém quis falar.

Abordagem

A vítima, Matheus Pinheiro Morais, 21, parou em frente ao prédio da namorada e, ao sair do carro, foi abordado por Cadu e Andrade, que anunciaram o assalto. Segundo testemunhas, Cadu atirou no jovem e saiu em fuga com o carro roubado.

Imagens de câmeras de segurança mostram o momento em que Matheus entra e cai no saguão do prédio da namorada. Minutos depois, dois moradores, um médico e um policial, realizam os primeiros atendimentos até a chegada da ambulância.

Poucos minutos depois a viatura chegou, mas Matheus não resistiu aos ferimentos e morreu antes de chegar ao hospital.

Morte de cartunista

O cartunista Glauco Villas Boas e seu filho Raoni Villas Boas foram mortos a tiros por Carlos Eduardo Sundfeld Nunes, em 2010, na cidade de Osasco, região metropolitana de São Paulo.

As vítimas estavam no sítio onde moravam quando Carlos Eduardo invadiu o terreno e realizou os disparos. Ao cometer o duplo assassinato, Cadu, como é conhecido, estaria sob efeito de drogas.

Carlos Eduardo foi internado em uma clínica psiquiátrica em Goiânia, capital de Goiás. Cadu também é acusado de roubo, tortura, porte ilegal de arma e três tentativas de homicídio contra agentes federais.

Por determinação da juíza Telma Aparecida Alves, da 4ª Vara de Execuções Penais, sustentada em um laudo médico, Carlos Eduardo deixou a clínica psiquiátrica em 2013.

Postar um comentário