SEGURANÇA PÚBLICA - CONCEITO E OBJETIVO

No Sistema de Justiça Criminal, cada poder tem funções que interagem, complementam e dão continuidade ao esforço do outro na preservação da ordem pública e da incolumidade das pessoas e do patrimônio. A eficácia do sistema depende da harmonia e comprometimento dos Poderes de Estado em garantir a paz social. O Sistema de Justiça Criminal envolve leis claras e objetivas, prevenção de delitos, contenção, investigação, perícia, denuncia, defesa, processo legal, julgamento, sentença e a execução penal com objetivos e prioridades de reeducação, reintegração social e ressocialização do autor de ilicitudes. A finalidade do Sistema é garantir o direito da população à Justiça e à Segurança Pública, a celeridade dos processos e a supremacia do interesse público em que a justiça, a vida, a saúde, o patrimônio e o bem-estar das pessoas e comunidades são prioridades.

domingo, 26 de outubro de 2014

CAMINHADA POR JUSTIÇA E SEGURANÇA

DIÁRIO GAÚCHO 25/10/2014 | 14h41

Caminhada em Guaíba presta homenagem a estudante de engenharia baleado em ônibus. Movimento pediu por mais segurança e lembrou Luciano dos Santos Rodrigues



Familiares e amigos prestaram homenagem a jovem que morreu baleado Foto: Facebook / Reprodução

Centenas de pessoas se reuniram na manhã deste sábado em Guaíba para prestar homenagem a Luciano dos Santos Rodrigues, o estudante de engenharia que morreu durante uma tentativa de assalto no dia 13 de outubro.

O grupo, formado por familiares, amigos e conhecidos, reuniu-se em frente à prefeitura da cidade e seguiu em caminhada até o centro do município, pedindo por um basta na violência e criticando o descaso das autoridades.

— Durante a caminhada, pessoas pararam o comércio para bater palma e apoiar nossa causa, a nossa luta por segurança e paz, e com gritos e faixas muitas outras pessoas foram se juntando a passeata — diz Lucas Dahmer, um dos participantes.


Entre 300 e 400 pessoas, todos com camisetas brancas, participaram da marcha. A caminhada acabou por volta das 11h, depois do discurso do pai de Luciano, Reinaldo Rodrigues, que agradeceu ao presentes.

— O Luciano era um cara que transmitia alegria, liberdade, humildade e tinha um sorriso muito fraterno. Acredito ser uma ação muito bela e legítima esse grito por segurança e paz — lembra Dahmer.

O caso

Luciano dos Santos Rodrigues, 27 anos, o jovem que morreu em uma tentativa de assalto na BR-290, na saída de Porto Alegre, era conhecido entre os amigos e familiares pelo apelido "Humilde". O universitário havia se liberado das aulas na Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUCRS) mais cedo — o deslocamento de ônibus até Guaíba, geralmente se iniciava depois das 22h. Por volta das 21h40min, quando o coletivo da linha Porto Alegre - Guaíba deixava a Capital, dois homens anunciaram o assalto. Conforme a família da vítima, no Boletim de Ocorrência, consta que nenhum passageiro do ônibus reagiu. Um dos criminosos, no entanto, teria se assustado e, antes de deixar o veículo, efetuado o disparo — a bala se alojou na cabeça do jovem.
Postar um comentário