SEGURANÇA PÚBLICA - CONCEITO E OBJETIVO

No Sistema de Justiça Criminal, cada poder tem funções que interagem, complementam e dão continuidade ao esforço do outro na preservação da ordem pública e da incolumidade das pessoas e do patrimônio. A eficácia do sistema depende da harmonia e comprometimento dos Poderes de Estado em garantir a paz social. O Sistema de Justiça Criminal envolve leis claras e objetivas, prevenção de delitos, contenção, investigação, perícia, denuncia, defesa, processo legal, julgamento, sentença e a execução penal com objetivos e prioridades de reeducação, reintegração social e ressocialização do autor de ilicitudes. A finalidade do Sistema é garantir o direito da população à Justiça e à Segurança Pública, a celeridade dos processos e a supremacia do interesse público em que a justiça, a vida, a saúde, o patrimônio e o bem-estar das pessoas e comunidades são prioridades.

domingo, 26 de outubro de 2014

CONFRONTO COM MORTES E ÔNIBUS INCENDIADOS DEIXA ELEITORES SEM TRANSPORTE NO RJ

DO G1 26/10/2014 12h28

Eleitores ficam sem transporte após mortes e ônibus incendiados no RJ. Confronto entre policiais e traficantes deixou quatro mortos em Cabo Frio. Dois ônibus foram incendiados; três fuzis e drogas foram apreendidos.


Heitor Moreira Do G1 Região dos Lagos



Após morte de traficantes, ônibus particular foi incendiado no bairro Guarani (Foto: Heitor Moreira/G1)

Quem precisou do transporte público para votar em Cabo Frio, na Região dos Lagos do Rio, foi pego de surpresa com a falta de ônibus na cidade. Motoristas da empresa Salineira, a única que presta serviço no município, resolveram tirar os coletivos de circulação após ataques a ônibus na madrugada e na manhã deste domingo (26). Dois coletivos foram incendiados, um às 5h30 da madrugada e outro às 7h30, após quatro traficantes morrerem durante confronto com policiais na Favela do Lixo, na comunidade Manoel Corrêa. Linhas intermunicipais, que atendem a municípios vizinhos da Região dos Lagos, também não estão circulando e alguns usuários desistiram após horas de espera no ponto.

"Eu estou aqui há a mais de três horas. Trabalho em Arraial do Cabo e até agora nada de ônibus e nem tenho como votar", disse um passageiro que não quis se identificar.


Coletivo foi incendiado por volta das 7h30 da
manhã (Foto: Heitor Moreira/G1)

A empresa Salineira explicou que os rodoviários ficaram com medo e decidiram voltar à garagem como medida de segurança. De acordo com o comandante do 25º Batalhão de Polícia Militar, tenente coronel Ruy França, uma denúncia anônima informou que um baile funk estava acontecendo na Favela do Lixo. Homens estariam armados com fuzis e coletes balísticos. Ainda segundo a denúncia, várias pessoas estavam consumindo drogas no local.

Após a informação, o comando da PM decidiu montar uma operação. Cerca de 20 policiais foram em direção à comunidade. O comandante informou ainda que assim que chegaram, traficantes os receberam com vários tiros. A polícia revidou e começou uma intensa troca de tiros.


Três fuzis, pistolas e drogas foram apreendidos
com traficantes (Foto: Eduander Silva/Arquivo)

Quatro traficantes foram mortos, sendo um deles considerado como chefe do tráfico de drogas no local. Foram apreendidos três fuzis, duas pistolas, um colete balístico, carregadores de fuzil e pistola, cápsulas de cocaína, um rádio transmissor e diversos celulares.

O policiamento foi reforçado na cidade. O material apreendido foi levado para a delegacia em Cabo Frio. Os corpos dos quatro traficantes foram encaminhados para o Instituto Médico Legal do município.

Troca de tiros terminou em uma grande área aberta próxima as dunas (Foto: Eduander Silva/Arquivo pessoal)

Dois ônibus foram incendiados

Por volta das 5h30 deste domingo (26), um ônibus que fazia a linha Cabo Frio x Armação dos Búziosfoi incendiado no terminal da principal praça do bairro São Cristovão, um dos mais movimentados da cidade. A polícia acredita que o incêndio foi uma retaliação pela morte dos quatro traficantes.

Às 7h30, um outro ônibus foi incendidado no bairro Guarani, localidade vizinha. Com placa de Cabo Frio, o veículo era particular e estava estacionado ao lado de uma garagem utilizada para guardar ônibus de empresas particulares. De acordo com testemunhas, o coletivo incendiado fazia excursões de igrejas na região.


Ônibus que fazia a linha Cabo Frio x Búzios foi
incendiado as 5h30 (Foto: Eduander Silva/Arquivo)

Funcionários têm medo, diz empresa

A assessoria da Salineira informou que apoia a decisão dos rodoviários que, assustados, decidiram parar de circular com os ônibus. A empresa disse ainda que chegou a garantir o transporte de algumas urnas para as seções eleitorais, com ônibus escoltados pela Polícia Militar.

Até as 11h deste domingo, diretores da empresa estavam reunidos com os rodoviários e aguardam uma posição do 25ºBPM para que os ônibus voltem a circular normalmente, garantindo a segurança dos funcionários e usuários do transporte coletivo.
Postar um comentário