SEGURANÇA PÚBLICA - CONCEITO E OBJETIVO

No Sistema de Justiça Criminal, cada poder tem funções que interagem, complementam e dão continuidade ao esforço do outro na preservação da ordem pública e da incolumidade das pessoas e do patrimônio. A eficácia do sistema depende da harmonia e comprometimento dos Poderes de Estado em garantir a paz social. O Sistema de Justiça Criminal envolve leis claras e objetivas, prevenção de delitos, contenção, investigação, perícia, denuncia, defesa, processo legal, julgamento, sentença e a execução penal com objetivos e prioridades de reeducação, reintegração social e ressocialização do autor de ilicitudes. A finalidade do Sistema é garantir o direito da população à Justiça e à Segurança Pública, a celeridade dos processos e a supremacia do interesse público em que a justiça, a vida, a saúde, o patrimônio e o bem-estar das pessoas e comunidades são prioridades.

quarta-feira, 15 de outubro de 2014

PORTO ALEGRE, DOIS HOMICÍDIOS TRIPLOS EM CINCO DIAS



ZH 15 de outubro de 2014 | N° 17953



Capital tem dois homicídios triplos em cinco dias



O registro de dois assassinatos triplos em um intervalo de cinco dias em Porto Alegre mobiliza o Departamento de Homicídios e Proteção a Pessoa (DHPP) da Polícia Civil. O Departamento Estadual de Investigações do Narcotráfico (Denarc) também acompanha as investigações, já que os três mortos tinham antecedentes por tráfico de drogas. Nos dois casos, as vítimas foram atingidas por diversos disparos, o que reforçaria a tese de execução ou de acerto de contas. Até o momento, a polícia não considera que haja indícios de que os assassinatos tenham sido motivados por uma eventual disputa de poder entre grupos envolvidos com o tráfico de drogas e nem mesmo que estejam relacionados entre si.

– Os casos chamam atenção por terem ocorrido em um intervalo de poucos dias e por terem sido homicídios triplos, mas a coincidência é só o número de vítimas – diz o delegado Cristiano Reschke, diretor da Divisão de Homicídios.

POLÍCIA NÃO VÊ INDÍCIOS DE DISPUTA ENTRE BANDOS

O caso mais recente foi no bairro Mário Quintana, na zona norte da Capital, por volta das 21h de segunda-feira. Três homens estavam na Rua Alberto Galia quando foram atingidos por vários tiros, que teriam partido de dentro de um veículo. Os nomes das vítimas – Willian Eduardo Souza, 23 anos, Matheus dos Anjos Baunbach, 20 anos, e Marlonn Moraes Lopes, 25 anos – foram divulgados pelos investigadores na tarde de ontem.

Na quarta-feira passada, por volta das 22h30min, criminosos em dois veículos fizeram mais de 60 disparos contra três homens que estavam em um Gol, no bairro Rio Branco. As vítimas foram identificadas como Diego da Silva Velasquez, o Coroca, 24 anos, Andrews Prates dos Santos, 21 anos, e Eduardo Delgado Cardozo, 31 anos. Segundo a polícia, o trio tinha envolvimento com o tráfico.

– Não se pode dizer que são pessoas de relevância na cadeia do tráfico. Não há indícios de que seja uma organização criminosa em guerra com outra – afirma delegado Marcelo Moreira, diretor do Denarc.
Postar um comentário