SEGURANÇA PÚBLICA - CONCEITO E OBJETIVO

No Sistema de Justiça Criminal, cada poder tem funções que interagem, complementam e dão continuidade ao esforço do outro na preservação da ordem pública e da incolumidade das pessoas e do patrimônio. A eficácia do sistema depende da harmonia e comprometimento dos Poderes de Estado em garantir a paz social. O Sistema de Justiça Criminal envolve leis claras e objetivas, prevenção de delitos, contenção, investigação, perícia, denuncia, defesa, processo legal, julgamento, sentença e a execução penal com objetivos e prioridades de reeducação, reintegração social e ressocialização do autor de ilicitudes. A finalidade do Sistema é garantir o direito da população à Justiça e à Segurança Pública, a celeridade dos processos e a supremacia do interesse público em que a justiça, a vida, a saúde, o patrimônio e o bem-estar das pessoas e comunidades são prioridades.

sábado, 27 de dezembro de 2014

SEQUÊNCIA DE TERROR



DIÁRIO GAÚCHO 26/12/2014 | 20h19


Sequência de terror faz mais uma vítima na Umbu, em Alvorada, Sequência de quatro homicídios em 27 horas durante o feriado do Natal intriga a polícia no Bairro Umbu, em Alvorada. Polícia ainda investiga se crimes estão relacionados

Eduardo Torres




Dois tiros de pistola 9mm no rosto. E o corpo de Mirelle de Oliveira, 35 anos, ficou caído na Rua Avanço, Bairro Umbu, em Alvorada. A cena foi testemunhada por diversas pessoas que circulavam pela via por volta das 20h de quinta, mas ninguém ousou falar com a polícia.

É com o silêncio e o mistério que os investigadores da Delegacia de Homicídios de Alvorada vão se deparar a partir de segunda-feira. A morte de Mirelle foi a quarta, com as mesmas características, no Bairro Umbu, em um intervalo de 27 horas, desde a tarde de quarta. Todos os homicídios ocorreram em locais próximos uns dos outros. De acordo com os investigadores da Delegacia de Homicídios de Alvorada, não é descartada a hipótese de que uma mesma quadrilha esteja por trás de todos os crimes, mas até agora, não foi encontrado nenhum elemento concreto que ligue as vítimas entre si.


Conforme a polícia, Mirelle era moradora do bairro. Usuária de drogas, não tinha endereço fixo. No momento em que foi executada, segurava um cachimbo usado para fumar crack. Ela seria namorada do traficante Davi Erazel dos Santos, 45 anos, executado em dezembro do ano passado no Bairro Umbu.

À exemplo dos assassinatos anteriores, os matadores, usando pistolas 9mm, teriam chegado ao local de carro, já atirando. Nenhum dos mortos teria sido atingido aleatoriamente. Segundo a polícia, os quatro crimes estão relacionados ao tráfico.
A série de mortes que marcou o Natal em Alvorada começou por volta das 17h de quarta, quando João Carlos da Silva, 41 anos, foi morto a tiros por homens que passaram em um carro prata. Ele estava na rua com outros dois homens, que ficaram feridos. Os crimes seguiram na madrugada seguinte e na tarde de quinta.

Apesar da distância, até o momento a polícia não descarta que até mesmo a morte de João Cleber Soares de Souza, 25 anos, também com tiros na cabeça, no Bairro Jardim Aparecida, ocorrida na madrugada de quinta, esteja relacionada aos demais crimes.


Uma "invasão" é apurada desde julho

As características dos crimes do Natal na Umbu coincidem com pelo menos outros 12 assassinatos investigados pela Delegacia de Homicídios entre julho e novembro no bairro. Uma das hipóteses consideradas é de que criminosos ligados à facção dos Bala na Cara estariam tomando pontos de tráfico da região na base do terror.

Entre as vítimas desta ofensiva estariam, por exemplo, Tiago Delanheze Carvalho, 27 anos, a mulher dele, Luana Patrícia de Oliveira de Souza, 19 anos, e o irmão dela, Lucas Oliveira dos Santos, 16 anos, executados em casa em uma chacina ocorrida em setembro, na Rua São Paulo.
As suspeita dos investigadores, que ainda não chegaram aos executores da chacina, é de que Tiago tenha sido morto em virtude do bar que mantinha no bairro. O local vinha sendo cobiçado pelos Bala como ponto de tráfico.
Postar um comentário