SEGURANÇA PÚBLICA - CONCEITO E OBJETIVO

No Sistema de Justiça Criminal, cada poder tem funções que interagem, complementam e dão continuidade ao esforço do outro na preservação da ordem pública e da incolumidade das pessoas e do patrimônio. A eficácia do sistema depende da harmonia e comprometimento dos Poderes de Estado em garantir a paz social. O Sistema de Justiça Criminal envolve leis claras e objetivas, prevenção de delitos, contenção, investigação, perícia, denuncia, defesa, processo legal, julgamento, sentença e a execução penal com objetivos e prioridades de reeducação, reintegração social e ressocialização do autor de ilicitudes. A finalidade do Sistema é garantir o direito da população à Justiça e à Segurança Pública, a celeridade dos processos e a supremacia do interesse público em que a justiça, a vida, a saúde, o patrimônio e o bem-estar das pessoas e comunidades são prioridades.

sexta-feira, 12 de dezembro de 2014

TRAFICANTES USAVAM CRIANÇAS E ADOLESCENTES NA VENDA DE DROGAS

ZERO HORA12/12/2014 | 07h10

Polícia prende traficantes que usam crianças e adolescentes na venda de drogas em Eldorado do Sul. Policiais cumprem 100 mandados de busca e cerca de 70 de prisão e apreensão em Eldorado do Sul, Guaíba, Alvorada, Porto Alegre e Mariana Pimentel

por Cid Martins




Mandados são cumpridos pela polícia em Eldorado do Sul, Guaíba, Alvorada, Porto Alegre e Mariana Pimentel Foto: Foto: Ronaldo Bernardi / Agência RBS


Uma operação policial é realizada na manhã desta sexta-feira em cinco cidades da Região Metropolitana de Porto Alegre para desarticular duas quadrilhas de traficantes que atuam em duas regiões de Eldorado do Sul. Pelo menos 59 pessoas já haviam sido presas até as 8h.

Um dos grupos alvo da operação, que age no bairro Progresso, é comandado por um preso que usa tornozeleira eletrônica e que é investigado, também, pelo uso de crianças e adolescentes na venda de drogas. Já o bando do bairro Delta tenta se instalar na região após outra ação ocorrida há quatro meses e, por isso, ocorrem tiroteios, expulsão de moradores e homicídios.



Batizada de Operação Progresso, a ação conta com 490 policiais que cumprem 100 mandados de busca e cerca de 70 de prisão e apreensão em Eldorado do Sul, Guaíba, Alvorada, Porto Alegre e Mariana Pimentel.

Polícia flagra adolescentes e crianças envolvidos em tráfico de drogas:



Bairro Progresso

O titular da delegacia de Eldorado do Sul, delegado Alencar Carraro, destaca que a quadrilha deste bairro usa crianças e adolescentes para embalar drogas e repassar para usuários. O objetivo é despistar provável ação policial. O tráfico ocorre na rua, em meio a moradores, e os entorpecentes são entregues em residências ou por vendedores que atuam de bicicleta. O líder do tráfico no bairro Progresso é um apenado que usa tornozeleira eletrônica e o braço direito dele é outro apenado que tem permissão para saídas temporárias do presídio.


O suspeito criou endereços fictícios no Litoral para conseguir este benefício. Outros integrantes são da família do líder, o pai e um irmão que estão presos, e outro irmão que atua na região. Carraro diz que neste bairro também ocorrem tiroteios, expulsão de moradores e ameaças a traficantes, além de homicídios e tentativas de homicídios.

— Um traficante que teve toda a família ameaçada, chegou na delegacia e reclamou que está apavorado, temendo ter todos os parentes assassinados — conta Carraro.

Como é uma área de invasão, a prefeitura está estudando a remoção das famílias devido a possível ordem de reintegração de posse.

Foto: Ronaldo Bernardi / Agência RBS

Bairro Delta

Neste bairro, onde já houve operação em agosto, a quadrilha dos Bala na Cara se instalou e desde então já ocorreram pelo menos cinco homicídios e dez tentativas. Uma das mortes foi registrada nesta semana próxima à delegacia, e outra dias aconteceu atrás quase em frente ao Fórum da cidade.

Os tiroteios e expulsões de moradores são constantes — houve até um caso de tortura. Os crimes ocorrem porque facções rivais também querem usar a região para o tráfico de drogas. A disputa é tão acirrada que chegou ao ponto de traficantes danificarem e incendiarem um centro comunitário.

Redes Sociais

Muitos dos traficantes que estão sendo presos nesta sexta-feira foram investigados também pelo fato de divulgarem os crimes cometidos por eles nas redes sociais. Eles comentam sobre venda de drogas, homicídios, ostentam dinheiro e armas potentes, inclusive com fotos. Em um dos crimes investigados, um traficante ameaçou outro por mensagens, inclusive informando que, caso não pagasse uma dívida, seria morto e teria a casa da companheira metralhada.

Foto: Reprodução / Facebook

Foto: Reprodução / Facebook

* Rádio Gaúcha
Postar um comentário