SEGURANÇA PÚBLICA - CONCEITO E OBJETIVO

No Sistema de Justiça Criminal, cada poder tem funções que interagem, complementam e dão continuidade ao esforço do outro na preservação da ordem pública e da incolumidade das pessoas e do patrimônio. A eficácia do sistema depende da harmonia e comprometimento dos Poderes de Estado em garantir a paz social. O Sistema de Justiça Criminal envolve leis claras e objetivas, prevenção de delitos, contenção, investigação, perícia, denuncia, defesa, processo legal, julgamento, sentença e a execução penal com objetivos e prioridades de reeducação, reintegração social e ressocialização do autor de ilicitudes. A finalidade do Sistema é garantir o direito da população à Justiça e à Segurança Pública, a celeridade dos processos e a supremacia do interesse público em que a justiça, a vida, a saúde, o patrimônio e o bem-estar das pessoas e comunidades são prioridades.

segunda-feira, 12 de janeiro de 2015

MULHER É EXECUTADA NA FRENTE DOS FILHOS



ZERO HORA ONLINE 12/01/2015 | 12h17


por Cristiane Bazilio



Mulher é executada na frente dos filhos, no Bairro Morro Santana, na Capital. Luana Oliveira da Rosa, 26 anos, foi alvejada por diversos disparos de arma de fogo na cabeça. Ela estava com os filhos, de sete anos e dois meses. Bebê que estava no colo caiu no chão e ficou ferido


Uma mulher foi morta a tiros, na noite de domingo, enquanto caminhava na rua com os dois filhos. Identificada pela polícia como Luana Oliveira da Rosa, 26 anos, ela andava pela Rua H3, no Morro Santana, na Zona Norte da Capital, por volta das 22h, quando um homem se aproximou e efetuou diversos disparos contra a vítima.

Conforme a titular da 5ª Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), Jeiselaure Rocha de Souza, que investiga o caso, todos os tiros foram na região da cabeça.


– Não posso precisar quantos, mas foram muitos disparos. Ela tinha antecedentes por tráfico de drogas e acabou morta na frente das duas crianças, de sete anos e dois meses. O bebê, que estava no colo, caiu no chão, se machucou e foi levado para o hospital – relatou a delegada.

Ainda conforme a titular da 5ª DHPP, a criança de sete anos foi entregue a um familiar da vítima.
Postar um comentário