SEGURANÇA PÚBLICA - CONCEITO E OBJETIVO

No Sistema de Justiça Criminal, cada poder tem funções que interagem, complementam e dão continuidade ao esforço do outro na preservação da ordem pública e da incolumidade das pessoas e do patrimônio. A eficácia do sistema depende da harmonia e comprometimento dos Poderes de Estado em garantir a paz social. O Sistema de Justiça Criminal envolve leis claras e objetivas, prevenção de delitos, contenção, investigação, perícia, denuncia, defesa, processo legal, julgamento, sentença e a execução penal com objetivos e prioridades de reeducação, reintegração social e ressocialização do autor de ilicitudes. A finalidade do Sistema é garantir o direito da população à Justiça e à Segurança Pública, a celeridade dos processos e a supremacia do interesse público em que a justiça, a vida, a saúde, o patrimônio e o bem-estar das pessoas e comunidades são prioridades.

sábado, 10 de janeiro de 2015

TRÁFICO DE DROGAS É O PRINCIPAL MOTIVO DOS ASSASSINATOS



ZERO HORA 10 de janeiro de 2015 | N° 18038


CRISTIANE BAZILIO EDUARDO TORRES


REGIÃO METROPOLITANA. Alvorada tem maior taxa de mortes por habitante


TRÁFICO DE DROGAS é principal motivo para índice de 75,8 assassinatos a cada 100 mil habitantes, aponta levantamento do jornal Diário Gaúcho



Alvorada e São Leopoldo são os municípios que tiveram maior taxa de homicídio para cada 100 mil habitantes na Região Metropolitana em 2014 – levantamento do jornal Diário Gaúcho, publicado ontem por ZH, mostrou que o número de assassinatos em todas as 19 cidades foi 26,8% maior em relação a 2013.

Só em oito dias, seis pessoas foram assassinadas no começo de 2014 em Alvorada. A média foi ainda maior na última semana de dezembro: sete mortes em seis dias. No ano, pelo menos 156 foram assassinados no município.

Desde 2002, quando a Secretaria da Segurança começou a divulgar os números da criminalidade, Alvorada nunca havia registrado tantos homicídios. A taxa chega a 75,8 vítimas para cada 100 mil habitantes, quase o dobro do índice da Região Metropolitana.

Só na região do bairro Umbu, foram 43 mortes. A explicação para tanta violência é o tráfico de drogas. Titular da Delegacia de Homicídios, o delegado Maurício Barison aponta a lei frágil como problema para a alta de assassinatos:

– Essa permissividade tem de acabar, e parece que os legisladores não se deram conta disso. O cara que comete o crime tem de saber que vai ser preso e ficar na cadeia, mas hoje ele tem certeza de que vai ficar pouco tempo.

Segundo o delegado, a taxa de resolução de crimes, que antes da criação da delegacia especializada não passava de 20%, no ano passado superou 60%. O comandante provisório da Brigada Militar, major Ivan Luis Machado Benites, assegura que o total de crimes não é por falta de policiamento:

– Não é possível ter um policial em cada esquina – avaliou.


EM SÃO LEOPOLDO, TOTAL DE HOMICÍDIOS SUBIU 103,3%

Com 54,09, São Leopoldo foi o segundo município com maior taxa de homicídio a cada 100 mil habitantes na Região Metropolitana. Só em 2014, o total de mortes cresceu 103,3% comparado a 2013.

Comandante da Brigada Militar da cidade, o tenente-coronel Ari Cassanta Chaves garante que a corporação “tem feito tudo que está a seu alcance”. Como exemplo, cita que no ano passado foram apreendidas 225 armas no município, contra 184 em 2013.

Titular da Delegacia de Homicídios do município, que no ano passado prendeu 80 criminosos e elucidou 80% dos crimes, o delegado Vinícius do Vale diz que “segurança não se faz só com polícia”.

– Tem de haver uma interpretação mais rigorosa da Justiça, que não pode ser tão branda e simplória em relação aos crimes. Hoje, a realidade requer um Judiciário mais enérgico – ressalta.


OS NÚMEROS DE 2014
ASSASSINATOS A CADA 100 MIL HABITANTES
-Alvorada: 75,8 (205,6 mil)
- São Leopoldo: 54,09 (227 mil)
- Gravataí: 44,3 (270,7 mil)
- Viamão: 43,02 (251 mil)
- Canoas: 38,2 (340 mil)
- Porto Alegre: 35,9 (1,5 milhão)
OS 10 MUNICÍPIOS COM MAIS MORTES
- Porto Alegre: 529
- Alvorada: 156
- Canoas: 130
- São Leopoldo: 122
-Gravataí: 120
-Viamão: 108
- Novo Hamburgo: 85
- Sapucaia do Sul: 42
- Cachoeirinha: 29
- Sapiranga: 27

Postar um comentário