SEGURANÇA PÚBLICA - CONCEITO E OBJETIVO

No Sistema de Justiça Criminal, cada poder tem funções que interagem, complementam e dão continuidade ao esforço do outro na preservação da ordem pública e da incolumidade das pessoas e do patrimônio. A eficácia do sistema depende da harmonia e comprometimento dos Poderes de Estado em garantir a paz social. O Sistema de Justiça Criminal envolve leis claras e objetivas, prevenção de delitos, contenção, investigação, perícia, denuncia, defesa, processo legal, julgamento, sentença e a execução penal com objetivos e prioridades de reeducação, reintegração social e ressocialização do autor de ilicitudes. A finalidade do Sistema é garantir o direito da população à Justiça e à Segurança Pública, a celeridade dos processos e a supremacia do interesse público em que a justiça, a vida, a saúde, o patrimônio e o bem-estar das pessoas e comunidades são prioridades.

sexta-feira, 27 de fevereiro de 2015

ASSALTO E TIROS CONTRA ADOLESCENTE E AUSÊNCIA DA POLICIA EXPÕEM INSEGURANÇA EM BAIRRO DE POA



ZERO HORA 27 de fevereiro de 2015 | N° 18086


EDUARDO TORRES


PORTO ALEGRE. Assalto a adolescente expõe insegurança no bairro Navegantes. VÍTIMA FOI BALEADA na noite de quarta-feira. Moradores reclamam da rotina de violência


Assustada, Maíra da Silva, 16 anos, hesitou em entregar o celular aos dois guris armados com um revólver que a abordaram e a uma colega. A amiga entregou a bolsa que carregava e correu em direção à parada de ônibus, na Avenida Presidente Franklin Roosevelt, bairro Navegantes. Maíra acabou levando um tiro em um dos quadris.

O crime, ocorrido por volta das 18h30min de quarta, quando a menina saía do estágio na agência dos Correios a duas quadras dali, era o assunto do bairro ontem.

– Os bandidos se criam aqui porque não se vê mais viatura da Brigada. Ter uma viatura aqui é loteria – ironiza um vendedor de loterias, de 68 anos.

Moradores reclamam que, há pelo menos três meses, a rotina de violência se instalou na região. Uma semana atrás, um dos vizinhos teve o carro levado por bandidos armados. Há duas semanas, uma lotérica do bairro também foi assaltada.

– É de todo o tipo, desde pivete roubando carteira e celular até roubo de carro e comércio. Estamos nas mãos de Deus – diz Paulo Sérgio Conceição, 51 anos, dono de uma cafeteria na esquina onde a adolescente foi assaltada.

VIATURA DA BM TERIA DEMORADO

Baleada, Maíra foi socorrida por um homem que passava no local. Segundo os moradores que acionaram o 190, foram 45 minutos até a chegada de uma viatura da Brigada Militar (BM).

O comandante do 11º BPM, tenente-coronel Régis Rocha da Rosa, admite a limitação de viaturas e a diminuição do efetivo disponível desde o corte de 40% nas horas extras. Mas contesta a demora. Segundo o relatório do GPS da viatura, o chamado ocorreu às 18h44min. Quatro minutos depois, a viatura foi despachada. Teria chegado ao local às 19h8min.

– Vinte minutos são o nosso tempo médio de resposta – afirma.

Segundo o oficial, no entanto, não houve crescimento significativo de roubos na área nos últimos meses. Mesma constatação faz a Polícia Civil. Por isso, orientam que as vítimas sempre registrem as ocorrências.

Postar um comentário