SEGURANÇA PÚBLICA - CONCEITO E OBJETIVO

No Sistema de Justiça Criminal, cada poder tem funções que interagem, complementam e dão continuidade ao esforço do outro na preservação da ordem pública e da incolumidade das pessoas e do patrimônio. A eficácia do sistema depende da harmonia e comprometimento dos Poderes de Estado em garantir a paz social. O Sistema de Justiça Criminal envolve leis claras e objetivas, prevenção de delitos, contenção, investigação, perícia, denuncia, defesa, processo legal, julgamento, sentença e a execução penal com objetivos e prioridades de reeducação, reintegração social e ressocialização do autor de ilicitudes. A finalidade do Sistema é garantir o direito da população à Justiça e à Segurança Pública, a celeridade dos processos e a supremacia do interesse público em que a justiça, a vida, a saúde, o patrimônio e o bem-estar das pessoas e comunidades são prioridades.

domingo, 15 de fevereiro de 2015

CARNAVAL COM TIROTEIO E UM MORTO NO CENTRO HISTÓRICO DE PARATY

VEJA ONLINE 15/02/2015 - 15:01
 

Carnaval. Tiroteio deixa um morto e dez feridos no centro histórico de Paraty. Disparos foram motivados por rixa entre traficantes de drogas que atuam na cidade, segundo a polícia. Entre os feridos, dois eram turistas




Vista da cidade de Paraty, Rio de Janeiro (André Azevedo/VEJA)

Tiroteio no centro histórico de Paraty, no Rio de Janeiro, deixou um morto e dez feridos na madrugada deste domingo durante passagem de um bloco de carnaval pela Praça da Matriz. A polícia identificou dois suspeitos que têm ligação com o tráfico de drogas local e foram ao bloco, segundo as investigações, para matar Emerson de Jesus, o Bananinha, de 23 anos, integrante de uma gangue rival. Ele foi baleado, chegou a ser hospitalizado e passou por cirurgia, mas morreu no início da tarde deste domingo, de acordo com o titular da 167ª Delegacia de Polícia (DP), Bruno Gilaberte. Bananinha tinha passagem pela polícia por porte ilegal de arma e estaria desarmado no momento em que foi atacado.

Apesar da confusão, a prefeitura de Paraty irá manter a programação do carnaval de rua na cidade, mas o fim da festa nos próximos dias de feriado foi antecipado em duas horas e meia, em vez de terminar às 3h da madrugada, como estava previsto, os blocos terão que encerrar o desfile à 0h30 para evitar tumultos e exagero no consumo de álcool, segundo o prefeito Carlos José Gama Miranda, o Casé (PT). Além disso, Casé anunciou que dobrou o policiamento, passou de 40 para 80 o número de policiais empenhados na patrulha do centro histórico.

Segundo o prefeito, a confusão se deu "a poucos metros do polígono de segurança" que vigiava o local. "A gente não pode se abalar. Temos que mostrar que somos pessoas de bem e que é um caso isolado", disse o prefeito.

Algumas horas antes do tiroteio, no início da tarde de sábado, a cidade sediou sem ocorrências o tradicional Bloco da Lama, que anima os carnavais há 29 anos. Os foliões se banham na lama do mangue da praia do Jabaquara e saem em desfile pelo centro histórico.

Estado grave - Entre os nove feridos, um está hospitalizado em estado grave; trata-se de um dos dois suspeitos de ter iniciado o tiroteio. Equipes da Polícia Civil agora tentam encontrar mais dois suspeitos dos crimes. Dos dez baleados, dois eram turistas. Ao todo, apenas três permanecem internados, mas estão fora de perigo. Os demais foram atendidos, liberados e já foram ouvidos pela Polícia Civil, segundo o delegado Gilaberte.

(Com Estadão Conteúdo)
Postar um comentário