SEGURANÇA PÚBLICA - CONCEITO E OBJETIVO

No Sistema de Justiça Criminal, cada poder tem funções que interagem, complementam e dão continuidade ao esforço do outro na preservação da ordem pública e da incolumidade das pessoas e do patrimônio. A eficácia do sistema depende da harmonia e comprometimento dos Poderes de Estado em garantir a paz social. O Sistema de Justiça Criminal envolve leis claras e objetivas, prevenção de delitos, contenção, investigação, perícia, denuncia, defesa, processo legal, julgamento, sentença e a execução penal com objetivos e prioridades de reeducação, reintegração social e ressocialização do autor de ilicitudes. A finalidade do Sistema é garantir o direito da população à Justiça e à Segurança Pública, a celeridade dos processos e a supremacia do interesse público em que a justiça, a vida, a saúde, o patrimônio e o bem-estar das pessoas e comunidades são prioridades.

sábado, 7 de fevereiro de 2015

REFÉM É MORTO APÓS O ASSALTO



ZERO HORA 07 de fevereiro de 2015 | N° 18066


FERNANDA DA COSTA

VALE DO SINOS. DUPLA DE CRIMINOSOS invadiu residência em Lindolfo Collor e levou proprietário na caminhonete da família. Corpo da vítima foi localizado junto ao veículo, que foi incendiado, em Novo Hamburgo


Um homem feito refém foi morto por sequestradores na madrugada de ontem em Novo Hamburgo, no Vale do Sinos. Marcelo Edson Matte, 31 anos, teve a casa onde morava com a família, no município de Lindolfo Collor, invadida por bandidos e foi levado na caminhonete da família. O corpo de Matte foi encontrado junto ao veículo, que foi queimado, em Novo Hamburgo.

Segundo o delegado Enizaldo Plentz, que investiga o caso, pelo menos dois homens invadiram a residência no bairro Boa Vista, em Lindolfo Collor, por volta de 0h20min. Os ladrões renderam a família e recolheram duas televisões, três celulares e dinheiro.

Antes de fugir, a dupla amarrarou a esposa e a filha, de oito anos, de Matte, que foi levado como refém no próprio carro, uma Ranger.

Cerca de meia-hora depois, mãe e filha conseguiram se soltar e avisar a polícia. Elas relataram que os bandidos vestiam toucas e luvas e que não foram agredidas.

Por volta de 1h30min, a caminhonete foi localizada queimada no bairro Santo Afonso, em Novo Hamburgo – a cerca de 20 quilômetros de Lindolfo Collor. Conforme a polícia, ao lado do veículo, estava a vítima, apenas de cueca e com as mãos amarradas. Havia marcas de três tiros no corpo, que ficou chamuscado.

No local, foi apreendida uma faca que também havia sido retirada da casa. Os demais objetos roubados foram levados pelos bandidos. Pela cena, a polícia avalia que os criminosos tenham assassinado o refém e, depois, colocado fogo na caminhonete. As chamas teriam se espalhado e atingido o corpo.

Até às 19h de ontem, a polícia não tinha suspeitos do crime.



Hipóteses de latrocínio e execução são investigadas


Apesar de Matte ter sido assassinado após um assalto, o que configura latrocínio (roubo seguido de morte), a Polícia Civil não descarta a hipótese de que a vítima tenha sido executada.

– A linha de investigação mais forte ainda é de latrocínio, mas também vamos analisar ou informações para poder descartar a possibilidade de execução – afirmou o delegado Enizaldo Plentz.

Matte trabalhava no setor de Recursos Humanos de uma empresa em Novo Hamburgo. A polícia já esteve na firma para colher informações.

A esposa da vítima relatou aos invesgatidores ter ficado com a impressão de que os assaltantes haviam monitorado a casa, porque pareceram conhecer a rotina da família. A polícia suspeita que outros criminosos tenham apoiado à ação, do lado de fora da casa.

A dupla de assaltantes teria dito a mulher que levaria o marido refém durante a fuga por suspeitarem que a caminhonete possuía monitoramento, e que ele não seria ferido.

Ela também contou que os assaltantes falavam com sotaque diferente, e seriam de outra região. A polícia ainda investiga se a vítima tinha rixas ou inimigos.
Postar um comentário