SEGURANÇA PÚBLICA - CONCEITO E OBJETIVO

No Sistema de Justiça Criminal, cada poder tem funções que interagem, complementam e dão continuidade ao esforço do outro na preservação da ordem pública e da incolumidade das pessoas e do patrimônio. A eficácia do sistema depende da harmonia e comprometimento dos Poderes de Estado em garantir a paz social. O Sistema de Justiça Criminal envolve leis claras e objetivas, prevenção de delitos, contenção, investigação, perícia, denuncia, defesa, processo legal, julgamento, sentença e a execução penal com objetivos e prioridades de reeducação, reintegração social e ressocialização do autor de ilicitudes. A finalidade do Sistema é garantir o direito da população à Justiça e à Segurança Pública, a celeridade dos processos e a supremacia do interesse público em que a justiça, a vida, a saúde, o patrimônio e o bem-estar das pessoas e comunidades são prioridades.

quinta-feira, 16 de abril de 2015

MÂOS AO ALTO



ZERO HORA 16 de abril de 2015 | N° 18134


INFORME ESPECIAL | Tulio Milman



MÃOS AO ALTO 1

Uma em cada três lojas de rua da Capital já foi assaltada neste ano. O dado é de uma pesquisa do Sindilojas de Porto Alegre. “Mais uma vez constatamos que a cidade estádesamparada pelos ógãs competentes”, destaca o presidente da entidade, Paulo Kruse.


MÃOS AO ALTO 2

Outra revelação: metade dos comerciantes afirma que seus funcionários já foram roubados nos deslocamentos entre a casa e o trabalho.

MÃOS AO ALTO 3

Tem mais: entre as assaltadas em 2015, metade já foi visitada pelos ladrões pelo menos duas vezes. Também nesses casos, quem mais sofre são as lojas pequenas.



BOAS NOVAS 1

O número de crianças de Porto Alegre que deveriam estar no Cadastro Nacional de Adoção e não estavam caiu de 40 para 11.

O trabalho da Justiça continua.


BOAS NOVAS 2

O Judiciário gaúcho estuda a implantação de um segundo juizado para cuidar das crianças acolhidas em Porto Alegre.

É um passo fundamental. Mas só será efetivo se as estruturas contarem com técnicos em quantidade e qualidade suficientes.


REFORÇO

 


Dois filhotes de pastor belga foram doados ao canil do 15º BPM, em Canoas. Os novos mascotes da tropa, um macho e uma fêmea, têm 45 dias de vida. Depois de um amplo debate, receberam os nomes de Seis e de Íris.
Postar um comentário