SEGURANÇA PÚBLICA - CONCEITO E OBJETIVO

No Sistema de Justiça Criminal, cada poder tem funções que interagem, complementam e dão continuidade ao esforço do outro na preservação da ordem pública e da incolumidade das pessoas e do patrimônio. A eficácia do sistema depende da harmonia e comprometimento dos Poderes de Estado em garantir a paz social. O Sistema de Justiça Criminal envolve leis claras e objetivas, prevenção de delitos, contenção, investigação, perícia, denuncia, defesa, processo legal, julgamento, sentença e a execução penal com objetivos e prioridades de reeducação, reintegração social e ressocialização do autor de ilicitudes. A finalidade do Sistema é garantir o direito da população à Justiça e à Segurança Pública, a celeridade dos processos e a supremacia do interesse público em que a justiça, a vida, a saúde, o patrimônio e o bem-estar das pessoas e comunidades são prioridades.

domingo, 26 de abril de 2015

TAXISTA ACABA REFÉM E TORTURADO


 
ZERO HORA 26/04/2015 | 13h27


Taxista sai para fazer corrida e acaba refém de bandidos em Porto Alegre

Motorista desapareceu na tarde de sábado. Após trabalho da Brigada Militar, local onde era mantido em cativeiro foi encontrado na madrugada deste domingo. Taxista foi torturado, segundo os PMs.




Após desaparecer, por volta das 17h de sábado, depois de fazer uma corrida, um taxista de Porto Alegre foi encontrado em um cativeiro pela Brigada Militar, na madrugada deste domingo. Ele estava sendo mantido refém na Zona Sul havia cerca de dez horas e foi torturado, de acordo com policiais militares.

O motorista, de 22 anos, saiu de um ponto junto ao shopping Praia de Belas para fazer uma corrida no táxi Voyage com duas mulheres até a Vila dos Sargentos. Lá, um grupo de bandidos o rendeu para assaltá-lo e o manteve refém.

O veículo teria sido usado pelos assaltantes na tentativa de cometer mais um crime. Em seguida, os bandidos acabaram abandonando o Voyage no Beco do Guará. O carro foi localizado ainda na noite passada.

Policiais do 1º BPM iniciaram buscas na região até abordar outro táxi, um Siena, com três homens e uma mulher. Um dos passageiros estava com a chave do Voyage roubado e confessou aos PMs que o taxista estava sendo mantido refém. Os PMs conseguiram chegar ao cativeiro e libertar a vítima às 3h de hoje, segundo eles, com sinais de tortura: o motorista teria sido queimado com isqueiro, espancado e estrangulado com uma corda. Ele foi levado para atendimento médico.

Há suspeita de envolvimento de integrantes da gangue Bala na Cara no crime, conforme a Brigada Militar.

O homem que estava com a chave do Voyage e um adolescente que foi flagrado no cativeiro foram detidos. O caso foi registrado na 2ª Delegacia de Polícia de Pronto Atendimento e no Departamento Estadual da Criança e do Adolescente (Deca), em Porto Alegre.
Postar um comentário