SEGURANÇA PÚBLICA - CONCEITO E OBJETIVO

No Sistema de Justiça Criminal, cada poder tem funções que interagem, complementam e dão continuidade ao esforço do outro na preservação da ordem pública e da incolumidade das pessoas e do patrimônio. A eficácia do sistema depende da harmonia e comprometimento dos Poderes de Estado em garantir a paz social. O Sistema de Justiça Criminal envolve leis claras e objetivas, prevenção de delitos, contenção, investigação, perícia, denuncia, defesa, processo legal, julgamento, sentença e a execução penal com objetivos e prioridades de reeducação, reintegração social e ressocialização do autor de ilicitudes. A finalidade do Sistema é garantir o direito da população à Justiça e à Segurança Pública, a celeridade dos processos e a supremacia do interesse público em que a justiça, a vida, a saúde, o patrimônio e o bem-estar das pessoas e comunidades são prioridades.

segunda-feira, 20 de abril de 2015

VIOLÊNCIA TOTAL

ZERO HORA 19 de abril de 2015 | N° 18137
 


PAULO SANT’ANA

 

A opinião pública acordou chocada na última sexta-feira: a menina Laura, com apenas 7 anos de idade, quando dormia em sua casa, na Vila Nova, foi atingida na cabeça por uma bala de fuzil perdida, vinda de um tiroteio entre traficantes.

Cedo da manhã, dormindo na casa de seus pais, uma bala de fuzil esmigalhou seus miolos enquanto dormia.

E por aí nos vamos na falência da segurança pública, os bandidos venceram a polícia na guerra.

Parece que a população foi condenada a pagar seus impostos e a morrer atingida por balas perdidas.

Isso vem se somar à série assustadora de pessoas que têm sido assassinadas dentro de ônibus cheios.

Agora mesmo um homem foi morto com tiros dentro de um ônibus na Avenida Farrapos. O assassino desferiu cerca de 20 tiros e, a seguir, fugiu tranquilamente sob o olhar amedrontado de dezenas de passageiros.

A maior parte desse caudal aterrorizante de assassinatos que assombra o meio social é cometida em razão do tráfico de drogas.

Cheguei tempos atrás a cogitar de defender a liberação total das drogas, garanto que morreria muito menos gente do que assim, com as drogas proibidas.

O dinheiro das drogas subsidia, vejam só, a compra de fuzis pelos traficantes, com o que eles estão mais equipados de armamento do que a própria polícia.

A morte dessa menina de 7 anos em sua casa, quando estava dormindo, revoltou todo mundo.

É que as balas de fuzis zunem pela cidade inteira, e é lógico que de repente atingem as pessoas. Até morre menos gente do que seria de esperar numa cidade sem lei.

Imaginem a dor de um pai e de uma mãe que assistem sua filhinha dormindo, teoricamente segura, ser assim assassinada.

E quantas e tantas balas perdidas vão matar mais e mais gente inocente nestes tiroteios proverbiais!

Isso que se baixou uma lei de desarmamento, que, como esta coluna previu à época, ia acabar desarmando os justos e armando mais e mais os bandidos.

Até porque quanto mais desarmada estiver a população honesta, mais e melhor estarão armadas as quadrilhas de traficantes.

E tudo marcha para pior, não há uma notícia que dê conta de que diminuem os assassinatos.

É uma guerra civil declarada. Sonhemos que cada um, individualmente, nos salvemos desse genocídio.
Postar um comentário