SEGURANÇA PÚBLICA - CONCEITO E OBJETIVO

No Sistema de Justiça Criminal, cada poder tem funções que interagem, complementam e dão continuidade ao esforço do outro na preservação da ordem pública e da incolumidade das pessoas e do patrimônio. A eficácia do sistema depende da harmonia e comprometimento dos Poderes de Estado em garantir a paz social. O Sistema de Justiça Criminal envolve leis claras e objetivas, prevenção de delitos, contenção, investigação, perícia, denuncia, defesa, processo legal, julgamento, sentença e a execução penal com objetivos e prioridades de reeducação, reintegração social e ressocialização do autor de ilicitudes. A finalidade do Sistema é garantir o direito da população à Justiça e à Segurança Pública, a celeridade dos processos e a supremacia do interesse público em que a justiça, a vida, a saúde, o patrimônio e o bem-estar das pessoas e comunidades são prioridades.

sexta-feira, 8 de maio de 2015

GUERRA DO TRÁFICO MOTIVOU SEIS MORTES EM 14 DIAS

ZERO HORA 08/05/2015 | 09h05min


Guerra do tráfico: crime motivou pelo menos seis mortes em 14 dias. Em um dos casos, menina de sete anos foi morta enquanto dormia




Local onde menina Laura Machado, sete anos, morreu quando dormia Foto: Ronaldo Bernardi / Agência RBS


A guerra do tráfico matou pelo menos seis pessoas em 14 dias em Porto Alegre e Região Metropolitana, uma média de duas vítimas a cada 24h. Em um dos casos mais emblemáticos, uma menina de sete anos foi morta enquanto dormia.

Veja a cronologia da violência:

16 de abril: Em provável acerto de contas, Gerson Fagundes, 38 anos, foi executado com mais de 20 tiros dentro de ônibus da linha Passo das Pedras, em plena tarde, no cruzamento da Avenida Farrapos com a Rua Ramiro Barcelos, no Centro. Ele era foragido e estava armado.


17 de abril: Um tiro de fuzil matou Laura Machado Machado, sete anos, enquanto ela dormia em casa no loteamento Campos do Cristal, bairro Vila Nova. A bala, entre as mais de cem disparadas, partiu de quadrilheiros em guerra. A família da menina deixou a cidade.


27 de abril: Rodimar Goulart, 45 anos, e Ricardo Rosário da Rosa, 34 anos, o Sarará, foram executados por volta do meio-dia na Avenida Sertório, bairro Sarandi, na Capital. Eles estavam em um caminhão-guincho que foi alvo de mais de 60 tiros. O alvo seria Sarará, que estava em prisão domiciliar.


Foto: Carlos Macedo/Agência RBS

28 de abril: Emanuel Vinícius Gonçalves Rocha, 12 anos, foi morto a tiros na Avenida Doutor João Dentice, bairro Restinga, na Capital. Ele tinha antecedentes por roubo a pedestre e tráfico, e teria sido aliciado para vender drogas na região.


Foto: Reprodução / Reprodução

29 de abril: O advogado Marco Antônio Mariano, 57 anos, foi morto a tiros dentro de um café, na Avenida João Corrêa, no Centro de São Leopoldo, por volta das 11h.


Foto: Rodrigo Rodrigues / Especial


Postar um comentário