SEGURANÇA PÚBLICA - CONCEITO E OBJETIVO

No Sistema de Justiça Criminal, cada poder tem funções que interagem, complementam e dão continuidade ao esforço do outro na preservação da ordem pública e da incolumidade das pessoas e do patrimônio. A eficácia do sistema depende da harmonia e comprometimento dos Poderes de Estado em garantir a paz social. O Sistema de Justiça Criminal envolve leis claras e objetivas, prevenção de delitos, contenção, investigação, perícia, denuncia, defesa, processo legal, julgamento, sentença e a execução penal com objetivos e prioridades de reeducação, reintegração social e ressocialização do autor de ilicitudes. A finalidade do Sistema é garantir o direito da população à Justiça e à Segurança Pública, a celeridade dos processos e a supremacia do interesse público em que a justiça, a vida, a saúde, o patrimônio e o bem-estar das pessoas e comunidades são prioridades.

quinta-feira, 11 de junho de 2015

CINCO MORTOS EM DOIS CONFRONTOS COM A POLÍCIA EM CIDADE DA SERRA GAÚCHA



ZERO HORA 11 de junho de 2015 | N° 18190


EM MENOS DE 24H. Cinco mortos em dois confrontos em Caxias



SUSPEITOS DE ATACAR banco são surpreendidos em operação. Seis pessoas acabaram presas. Pelo menos cinco pessoas morreram em dois confrontos com a polícia ontem em Caxias do Sul. Por volta do meio-dia, dois suspeitos foram mortos em uma operação do Departamento Estadual de Investigações Criminais (Deic) contra uma quadrilha apontada como autora de assaltos a bancos no Estado. Outros três homens acabaram mortos durante a madrugada em meio a um tiroteio com a Brigada Militar.

Um grupo de pessoas almoçava em uma oficina, nos fundos de um terreno cercado, no bairro São Cristóvão, quando foi surpreendido pela Polícia Civil, que o investigava havia meses. Além dos dois mortos, cinco homens e uma mulher foram presos (um deles ficou ferido e foi levado ao hospital). Um suspeito conseguiu fugir. Foram apreendidos quatro coletes à prova de balas, sete toucas ninja, quatro fuzis, pistolas, revólver, miguelitos e outros itens. Dois carros, que seriam clonados, foram encontrados.

Foi divulgado só o nome de um dos mortos: Nelson de Lima Velasques. Os outros não foram informados – a polícia aguarda a confirmação das identidades pelas impressões digitais. Segundo o titular da Delegacia de Roubos do Deic, Joel Wagner, havia a suspeita de que o bando assaltaria um carro-forte ontem. O grupo seria o responsável pelo roubo a um banco em Ana Rech em maio.

– Alguns partiram para o enfrentamento quando nós estouramos (o local) – disse o delegado Mário Mombach, responsável pela Delegacia de Furtos, Roubos, Entorpecentes e Capturas de Caxias.

O tiroteio assustou. Segundo morador que pediu para não ser identificado “parecia uma guerra, acho que escutei cem tiros”.

O outro confronto aconteceu mais cedo. A Brigada Militar (BM) foi informada de um tiroteio no bairro Kayser, às 22h de terça- feira. Os homens estavam em uma Ecosport prata e, quando os policiais chegaram, abandonaram o veículo e se refugiaram em um matagal nas proximidades.

ROUBO DE CARRO E PERSEGUIÇÃO


Houve troca de tiros. Em seguida, os homens fugiram em um Kadett roubado. Ocorreu novo confronto com os PMs na Travessa São Marcos, no mesmo bairro. Os homens teriam descido do carro e continuado o tiroteio com os policiais até por volta de 1h. Morreram Mateus Saboleski da Silva, Fabiano da Silva e Alan do Amaral. Eliéser Gabriel Saboleski Pereira e David Alisson da Rosa ficaram feridos e foram levados a um hospital.
Postar um comentário