SEGURANÇA PÚBLICA - CONCEITO E OBJETIVO

No Sistema de Justiça Criminal, cada poder tem funções que interagem, complementam e dão continuidade ao esforço do outro na preservação da ordem pública e da incolumidade das pessoas e do patrimônio. A eficácia do sistema depende da harmonia e comprometimento dos Poderes de Estado em garantir a paz social. O Sistema de Justiça Criminal envolve leis claras e objetivas, prevenção de delitos, contenção, investigação, perícia, denuncia, defesa, processo legal, julgamento, sentença e a execução penal com objetivos e prioridades de reeducação, reintegração social e ressocialização do autor de ilicitudes. A finalidade do Sistema é garantir o direito da população à Justiça e à Segurança Pública, a celeridade dos processos e a supremacia do interesse público em que a justiça, a vida, a saúde, o patrimônio e o bem-estar das pessoas e comunidades são prioridades.

quarta-feira, 10 de junho de 2015

MORTOS EM CONFRONTO COM A BM TINHAM PASSAGENS NA POLÍCIA

ZERO HORA. Pioneiro 10/06/2015


Mortos em confronto com a BM em Caxias do Sul tinham passagens na polícia. Perseguição se estendeu por cerca de oito quadras




Viatura da BM foi atingida por cinco disparos Foto: BM/ Divulgação


Os dois homens e o adolescente mortos em confronto com a Brigada Militar, na noite de terça-feira, tinham passagens na polícia.

Segundo o Comando Regional de Polícia Ostensiva (CRPO/Serra), Fabiano da Silva, 39 anos, estava em liberdade provisória. Ele havia sido indiciado por roubo, e também era acusado de três roubos ao comércio, de envolvimento em dois homicídios e receptação. Mateus Saboleski da Silva, 19, e Alan do Amaral de Oliveira, 17, tinham passagens como adolescentes infratores.

Os outros dois homens que confrontaram a BM e ficaram feridos também têm participação em ocorrências policiais. Eliéser Gabriel Saboleski Pereira, 19, estava em liberdade provisória e havia sido indiciado por porte ilegal de arma. David Alisson da Rosa, 26, é acusado de furto, porte ilegal de arma e suspeito de ameaça. Os dois estão internados na sala de recuperação do Hospital Pompéia. O quadro de saúde deles é considerado estável.



COMO FOI (versão da BM):

Segundo a BM, populares informaram sobre um tiroteio na Rua Antônio Gattermann, no bairro Kayser, próximo à Pedreira do Guerra, por volta das 22h de terça-feira. O tiroteio envolveria dois grupos, sendo que um deles estava numa Ecosport sem placas.

Nesse momento, uma viatura da BM fazia escolta para uma ambulância do Samu nas proximidades. Os policiais ouviram o chamado e se deslocaram para o local.

Ao chegarem perto de um beco às margens da Antônio Gattermann, os PMs foram recebidos a tiros por homens que se refugiaram num mato. Em seguida, mais policiais em uma segunda viatura chegaram no local. Dois PMs desembarcaram e fizeram buscas pelo matagal.

Os fugitivos conseguiram escapar e embarcaram num Kadett com placas de Flores da Cunha, e furtado no início da madrugada de segunda-feira em Caxias do Sul. Dois Pms em uma viatura perseguiram o grupo por cerca de oito quadras.

A perseguição terminou na Travessa São Marcos, quase no cruzamento com a Perimetral Sul, próximo ao 12º Batalhão de Polícia Militar (12º BPM). O grupo desembarcou do Kadett e atirou. A viatura foi atingida por cinco disparos, mas nenhum PM se feriu. Os mortos tombaram no local e os feridos foram socorridos até o hospital.

Uma pistola foi encontrada perto da mão de Alan do Amaral de Oliveira. Os outros três revólveres estavam espalhados pelo chão.

MATERIAL APREENDIDO:
Kadett furtado
três revólveres calibre 38
uma pistola
munição
quatro toucas ninja
uma faca
pequena porção de maconha
uma chave micha (usada para abrir carros)
Postar um comentário