SEGURANÇA PÚBLICA - CONCEITO E OBJETIVO

No Sistema de Justiça Criminal, cada poder tem funções que interagem, complementam e dão continuidade ao esforço do outro na preservação da ordem pública e da incolumidade das pessoas e do patrimônio. A eficácia do sistema depende da harmonia e comprometimento dos Poderes de Estado em garantir a paz social. O Sistema de Justiça Criminal envolve leis claras e objetivas, prevenção de delitos, contenção, investigação, perícia, denuncia, defesa, processo legal, julgamento, sentença e a execução penal com objetivos e prioridades de reeducação, reintegração social e ressocialização do autor de ilicitudes. A finalidade do Sistema é garantir o direito da população à Justiça e à Segurança Pública, a celeridade dos processos e a supremacia do interesse público em que a justiça, a vida, a saúde, o patrimônio e o bem-estar das pessoas e comunidades são prioridades.

terça-feira, 18 de agosto de 2015

JOVENS CONFESSAM ASSALTO E ASSASSINATO DE ESTUDANTE



ZERO HORA 18 de agosto de 2015 | N° 18265


EDUARDO TORRES


POLÍCIA VIOLÊNCIA NA CAPITAL. Jovens confessam latrocínio


DUPLA, DE 19 E 21 ANOS, é presa e admite autoria de roubo com morte que vitimou o estudante de enfermagem Alencar Júnior, 23 anos, no começo do mês, no Parque Germânia, na Zona Norte


O choro da mãe na entrada da delegacia era um misto de surpresa e decepção. Em depoimento, momentos depois, ela garantiu aos investigadores da 14ª DP que não imaginava o que o filho, Mateus Henrique Soares Caldas, 19 anos, fez. Mas era tarde demais. No começo da manhã de ontem, os agentes cumpriram mandado de prisão contra Caldas no apartamento da família, no bairro Jardim Itu Sabará. E, no quarto do rapaz, encontrou o que ele não apresentava à família.

O jovem dormia com uma pistola 7.65 debaixo do travesseiro. Em outro cumprimento de mandado na mesma região, os policiais prenderam Jonatan Farias dos Santos, 21 anos. O jovem tinha outra pistola, uma .380 e um revólver calibre 38. Os dois confessaram à polícia a autoria do latrocínio (roubo com morte) que vitimou o estudante de enfermagem Alencar da Costa Júnior, 23 anos, na madrugada de 2 de agosto, quando ele caminhava com a namorada pela Avenida Túlio de Rose, próximo ao Parque Germânia, na zona norte da Capital.

– Eles têm emprego e estavam traficando naquela noite quando decidiram cometer um assalto. O rapaz reagiu e acabaram atirando – conta o delegado Cléber dos Santos Lima.

Caldas era vendedor em uma loja de um shopping, e Santos, garçom. Nenhum tinha antecedentes criminais.

De acordo com o chefe de investigação, Eduardo Cabral, testemunhas já haviam reconhecido Santos pelo crime e ele teve a prisão preventiva decretada. Caldas, que teria sido o autor do disparo fatal no peito da vítima, está com prisão temporária decretada. Agora, foi solicitada a preventiva. Ambos foram também autuados em flagrante por porte ilegal de arma e tráfico de drogas.




ESTUDANTE FOI MORTO AO REAGIR


Com a dupla, foram apreendidos diversos tijolos de maconha prontos para a venda, ecstasy, quetamina e cocaína.

Conforme a investigação, os dois chegaram às proximidades do Parque Germânia e depararam com o casal de vítimas. Enquanto Santos abordou a namorada de Alencar para lhe arrancar a bolsa, Caldas partiu para cima do estudante com a arma apontada contra ele.

Uma câmera de monitoramento mostra o momento em que Alencar resiste ao assalto e entra em luta com um dos bandidos. O assaltante atira e o estudante ainda consegue andar por cerca de dois metros antes de cair ferido e esperar por atendimento. A polícia acredita que a arma usada no crime foi a pistola 7.65 apreendida ontem. A arma será periciada.

Postar um comentário