SEGURANÇA PÚBLICA - CONCEITO E OBJETIVO

No Sistema de Justiça Criminal, cada poder tem funções que interagem, complementam e dão continuidade ao esforço do outro na preservação da ordem pública e da incolumidade das pessoas e do patrimônio. A eficácia do sistema depende da harmonia e comprometimento dos Poderes de Estado em garantir a paz social. O Sistema de Justiça Criminal envolve leis claras e objetivas, prevenção de delitos, contenção, investigação, perícia, denuncia, defesa, processo legal, julgamento, sentença e a execução penal com objetivos e prioridades de reeducação, reintegração social e ressocialização do autor de ilicitudes. A finalidade do Sistema é garantir o direito da população à Justiça e à Segurança Pública, a celeridade dos processos e a supremacia do interesse público em que a justiça, a vida, a saúde, o patrimônio e o bem-estar das pessoas e comunidades são prioridades.

terça-feira, 5 de janeiro de 2016

DE PAI PARA FILHO

De p@i para filh@

Por Metro
05/01/2016 às 2h00
diego-casagrande-colunista


Querido filho, feliz 2016! Que seja um ano, mais uma vez esplendoroso para você aí em Londres. Filho, conselho de pai: segura as pontas por aí que aqui tá dureza. E vai ficando pior. Tua tia foi assaltada esta semana. Estava saindo da casa de uma amiga em pleno dia. Revólver na cara. A desatinada começou a chorar e ainda quis pedir para o ladrão não levar o celular. Levou um tapa e perdeu o celular. Eles estão assaltando a toda hora e são cruéis. Em São Paulo, no primeiro do ano, um estudante de jornalismo foi morto em um assalto. Aqui um brigadiano. Terrível!

Tô pensando seriamente em vender o carro. Eu e a tua mãe saímos pouco por causa da violência. Depois das seis da tarde nos sentimos seguros só em casa. Aquele negócio de sair pra um chopinho, jantar fora, que tu cresceu fazendo com a gente, não dá mais. É muito arriscado. Os lobos estão soltos e nós somos as ovelhas. Só se for no shopping, onde tá tudo muito caro. Então, estamos saindo muito raramente.

Aliás, fui abastecer o carro ontem e, parece mentira, a gasolina já custa R$ 4 o litro. Não acreditei. Teve o aumento no ano passado e ganhamos o reajuste do imposto neste. Carro vai virar coisa de rico.

Filho, se puderes depositar aquele dinheiro que te emprestei ficarei grato. Se não der agora, sem problemas, paga quando der. É que tive que nessa entrada de ano pagar o IPTU. Não faz muito diminuíram o desconto à vista de 20% para 12% e, não sei por que, ainda aumentou o valor da nossa casa. A grana encurtou mesmo. E ainda levei uma multa porque a calçada tá quebrada.

Estamos pensando em reduzir o plano de saúde apenas para exames, sem internação. Aumentou muito, não tá dando pra pagar. E tu sabes, não sou de ficar doente. O risco maior será a tua mãe. Mas vamos confiar e ter fé, não é mesmo?

Meu filho, as ruas e avenidas aqui da cidade tem uma nova rede de lojas: “Aluga-se”. Estão por tudo. Kkkkk. Penso isso sempre que vejo esses cartazes. É rir para não chorar.

Pode ser que este ano caia a Dilma e o Lula seja preso. Pode ser que também caia o Calheiros, o Cunha e outros. Vamos torcer. Mas tenho dúvidas. Teu avô sempre dizia que somos um povo pacífico que aceita tudo. E ele tinha razão.

Outra coisa: tô procurando emprego pra completar a aposentadoria. Mas se tá difícil pros jovens, como fica pra mim?

Termino por aqui. Desculpa o e-mail longo. Feliz 2016! Beijos, do pai.



Diego Casagrande é jornalista profissional diplomado desde 1993. Apresenta os programas BandNews Porto Alegre 1a Edição, às 9h, e Rádio Livre, na Rádio Bandeirantes FM 94,9 e AM 640
Postar um comentário